Blog do Cadu: R$ 4 bilhões para povos indígenas e quilombolas

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

R$ 4 bilhões para povos indígenas e quilombolas


O Presidente Lula anunciou hoje novos investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), destinados aos municípios brasileiros com altos índices de mortalidade infantil e que abrigam comunidades indígenas, quilombolas, ribeirinhas, de assentados e reservas extrativistas.


Os recursos de R$ 4 bilhões são provenientes do Fundo Nacional de Saúde (Funasa) e vão atender, nos próximos três anos e meio, mais de mil municípios com população de até 50 mil habitantes.


Com as ações previstas no PAC, a Fundação vai possibilitar o acesso da população mais carente aos serviços básicos e essenciais de saúde, priorizando áreas consideradas de risco e projetos destinados aos assentamentos de reforma agrária e escolas rurais.


O Programa começará a ser executado em 2008, com a parceria dos estados e municípios. Uma de suas metas é elevar o abastecimento de água nas aldeias indígenas, de 62% para 90%, e a cobertura de esgoto, de 30% para 60%.


Estes serviços também serão assegurados às comunidades quilombolas, beneficiando 45 mil famílias de 622 comunidades, e estão previstos no Programa Nacional de Saneamento Rural, que tem por objetivo fornecer água e esgotamento sanitário às populações rurais, dispersas ou situadas em localidades com até 2,5 mil habitantes.


Umas das principais metas é combater doenças como a malária, sobretudo na região Amazônica, onde serão executadas ações de manejo ambiental e drenagem urbana nos 30 municípios com maior número de casos absolutos em área endêmica. A Doença de Chagas será combatida em 500 municípios, situados principalmente nos estados de Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul.


Essa iniciativa vai gerar gerar cerca de 150 mil empregos diretos até 2010. Além disso, o Programa vai desonerar os sistemas de atendimento básico e assistência à saúde, já que os investimentos em saneamento diminuem as incidências de doenças, melhorando a saúde da população.


Mais uma prova que os menos favorecidos têm, por parte do governo Lula, tratamento diferenciado. A essa altura a direita branca, racista, elitista, idiota e golpista deve tá pocando pelas costas. Seus ajudantes da esquerda também.


Só lamento...

Nenhum comentário: