Blog do Cadu: Voto de cabresto

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Voto de cabresto

Mais uma operação da Polícia Federal assombra o meio político em Alagoas. Dessa vez é a Operação Voto de Cabresto. Segundo a PF, entre 10 e 11 vereadores serão investigados e indiciados nessa Operação por crime eleitoral.


Quem minimamente acompanhou as eleições em Maceió, sabe que dentre os eleitos, apenas Heloísa Helena e Ricardo Barbosa não compraram votos.


Hoje a PF executou mandado de busca na casa de dois vereadores eleitos da última eleição. Nery Alemida (PV), primo do prefeito reeleito, Cícero Almeida e Dino Júnior (PCdoB), irmão do deputado Dino Filho.


Durante a manhã de hoje, cem Policiais Federais divididos em nove equipes cumpriram os mandados de busca e apreensão nas residências dos vereadores eleitos por Maceió, Nery Almeida e Dino Junior. Os carros dos vereadores eleitos e a loja de revenda de automóveis de Nery Almeida também foram vasculhados.


Nas buscas foram encontrados cadastro de eleitores, anotações e outros documentos que comprovam a ocorrência de crime de compra de votos. Também foi apreendida uma arma de fogo. Um dos sete cabos eleitorais invstigados prestou esclarecimentos e confessou participação no esquema de compra de votos. Um dos investigados, o vereador eleito por Maceió Nery Almeida, já foi indiciado por crime eleitoral.


Operações como esta são importantissímas, principalmente no cenário político alagoano, mas só isso não basta.


Sem uma reforma onde o modus operanti da política passe a ter maior participação popular e partidos mais fortes, com mais debate ideológico e programático, vai faltar cadeia pra esse tipo de gente.

Nenhum comentário: