Blog do Cadu: Socialismo é o caminho a seguir

terça-feira, 26 de abril de 2011

Socialismo é o caminho a seguir


Acompanhando um debate feito twitter sobre socialismo não pude deixar de perceber o quanto ainda é muito grande o número de pessoas que acreditam no capitalismo como sistema político-econômico viável e realmente democrático.

Os argumentos dos defensores do capitalismo são as experiências socialistas já existentes, extintas ou não. Falta democracia, dizem os defensores do sistema burguês.

Mas o que é de fato democracia?

Democracia é acesso às condições básicas de existencia física e intelectual. É ter certeza que sua parte na produção da riqueza será justa e a partir dela você poderá se desenvolver enquanto ser humano. Uma sociedade democrática não julga pelo o que se tem, mas pelo o que se faz  e se é. Isto pra mim é democracia. Pra mim democracia não é apenas eleições supostamente em igualdade de condições ou ter um rodízio em tempo curto de pessoas à frente do aparato de Estado. Só isso, não!

A suposta liberdade de imprensa é uma das maiores fraudes do sistema capitalista. A liberdade de imprensa só para os donos dos meios de comunicação, no sistema capitalista em países como o Brasil, umas cinco famílias mais ou menos. Nas experiências socialistas, o Estado.

Se pensarmos bem, se é pra ter o monopólio dos meios de comunicação que este seja do Estado. O Estado é suscetível às mudanças políticas e de vontade popular (não digo  que é fácil, digo  que é suscetível).

O capitalismo é o sistema da liberdade. Você é livre para escolher se matar de trabalhar por migalhas ou morrer de fome à margem da sociedade. Você é livre para se enquadrar nos padrões de comportamento, de formação e de valores ou danar-se pra onde bem entender sem direito a nada.


E as experiências socialistas que tivemos. CUBA, URSS, China, Coréia do Norte...?

Como disse acima são experiências com erros e acertos. Não foram nem são modelos a serem seguidos ipsis literis. Longe disso. Devem estudadas e analisadas com a distância que o tema requer, ate porque em nosso caso o Brasil é um país totalmente diferente de onde tais experiências ocorreram ou ocorrem. Diferenças históricas, culturais, econômicas. Enfim, diferenças de toda ordem.

No capitalismo a produção da riqueza é social, ou seja, todo mundo produz. No capitalismo a acumulação da riqueza produzida é individual, ou seja, poucos acumulam o que todo mundo produziu.

Há justiça nisso? Ou liberdade? A única liberdade nisso é a que já mencionei acima. E esse é o conceito de liberdade burguesa, ta aí uma prova de que estou certo em minhas convicções.

Os presos políticos, e os presos políticos esbravejam os defensores do capitalismo?

Presos políticos existem em ambos os sistemas até agora (infelizmente, pra mim ninguém deveria ser preso por expressar opinião).

O que é Guantánamo senão uma prisão política dos EUA. Melhor exemplo de presos políticos do sistema da “liberdade” capitaneada pelos estadunidenses. E os famintos em todo o mundo? Ta aí mais um exemplo dos presos políticos do capitalismo. Presos políticos sim, pois foi a vontade políticas dos capitalistas (estes são esmagadora maioria dos governantes – Estado e economia -  do planeta) que os deixou nessas condições (clique aqui).

Sem falar nas guerras produzidas pela potencias capitalistas em todo o globo, principalmente no Oriente Médio. Bin Laden e Kadafi são frutos da sanha imperialista do EUA.

A lógica do sistema capitalista é mesma da lei da selva. Vale a o mais forte. Nos mantivemos como bichos que ao invés de dentes e garras, usamos nosso poderio econômico para nos prevalecer sobre os outros.

Falam muito também que na China não existem direitos trabalhistas.

No Japão também não. Em quase toda a Ásia não temos as mesmas relações trabalhista que temos por aqui. Mas só se falam da China. Por que será?

Não dá pra defender o capitalismo em pleno século XXI. Isso é a defesa da barbárie. Da atrocidade entre seres humanos.

É claro que é preciso rever muitas das ações das experiências socialistas existentes. Elas aconteceram, com seus erros e acertos, dentro da realidade e do momento histórico de cada país onde ela se materializou.

O socialismo, suas experiências e suas teses estão em permanente construção e renovação. O capitalismo já esgotou-se suas crises são a cada dia mais constantes e o povos já começam a sentir que este sistema já deu o que tinha que dar. Por isso defender o socialismo é, sempre será o caminho que os povos tem a seguir.

Ou é socialismo ou é barbárie!

Nenhum comentário: