Blog do Cadu: Moralismo: ante sala da vigarice e arma principal do conservadorismo

terça-feira, 24 de maio de 2011

Moralismo: ante sala da vigarice e arma principal do conservadorismo


A onda agora é atacar o ministro Palocci. O aumento em 20 vezes de seu patrimônio entre 2006 e 2010 viraram a tônica dos principais veículos de comunicação do país.

De fato é de chamar a atenção o aumento de seu patrimônio. Mas pro que Pallocci não pode e os outros podem. Não é novidade que personalidades, logo após passarem por governos aumentarem seu patrimônio.

Digo isto do ponto de vista da grande mídia brasileira. Também penso que Palocci deveria dar explicações sobre seu acúmulo de bens nesse período. Até pelo papel que cumpre hoje no governo Dilma.

Todo esse bafafá se deve ao fato dele ser o ministro da Casa Civil do governo Dilma. Governo Dilma. Se não fosse ou se Serra tivesse vencido a eleição ano passado não estariam nem aí pro enriquecimento de Palocci.

Palocci sempre foi o queridinho do governo Lula. Uma espécie de conseção ao mercado. E assim também o é no governo Dilma.

Vale lembrar que nem Lula nem Dilma foram eleitos para fazer a revolução socialista. E, portanto, seus governos são de coalizão, frente ampla com setores mais conservadores, inclusive.

E mesmo assim nunca a vida do povo brasileiro esteve tão bem. Hoje, as pessoas tem uma condição de vida muito melhor que a dez anos, por exemplo.

Volto a repetir, Palocci deve explicações apenas pelo fato de estar no governo Dilma em uma posição central. E afirmo que tenho profundas discordâncias das teses econômicas do Palocci.

A mídia, por exemplo, já se esqueceu do Paulo Preto (clique aqui). Aquele do sumiço de R$ 4 milhões da campanha de Serra e topado de esquemas no governo Serra em SP.

Esse moralismo exacerbado tem apenas um único intuito de desgastar o governo Dilma. A turma Demotucana não tem pra onde ir, o PIG tá perdido e a maldição do Bornhausen sobre o fim da raça do PT aconteceu a ele mesmo. O DEM definha-se em sua própria saliva.

Como não lhes restam mais nada atacam para o discurso moralista. À la Carlos Lacerda.

Bom, pelo menos agora, já acabou o paparico da mídia. Agora voltamos às condições normais de temperatura e pressão. Como não dá pra atacar o projeto exitoso iniciado com Lula e seqüenciado com Dilma, partem para o moralismo.

Este fato também serve para mostrar que relações políticas com os setores conservadores tem limites. Assim que puderam te esmagam, humilham. Afinal, não somos um deles.

Quando a política dá lugar ao moralismo, vence o conservadorismo. Isto em toda a parte do mundo.  O Tea Party nos EUA é um bom exemplo disso.

Moralismo é a ante sala da vigarice. Todo moralista é um vigarista em potencial.  A vida está cheia de exemplos. Este caso é apenas mais um.





 
Leia também:

O escândalo Palocci e as miçangas – O Escrevinhador (clique aqui)

O caso Palocci: ingenuidade, oportunismo e manipulação – Óleo do Diabo (clique aqui)

A luta é política. – Tijolaço (clique aqui)

Nenhum comentário: