Blog do Cadu: O que Dilma encontrará em Alagoas?

segunda-feira, 25 de julho de 2011

O que Dilma encontrará em Alagoas?

A presidentA Dilma Rousseff vem hoje à Alagoas lançar o Programa Água para Todos. Programa mais do que necessário na região mais seca do Brasil. O evento será em Arapiraca e contará com a presença de todos os governadores do  Nordeste.

Mas o que Dilma vai encontrar em Alagoas?

Somos o Estado mais federalizado do Brasil. Por aqui, nem broa se faz se não for com verba federal. Nossa economia é una. Temos apenas com força no setor industrial a cana-de-açúcar. O que faz com que a Cooperativa dos Produtores de Açúcar e de Álcool do Estado de Alagoas, a famosa Cooperativa dos Usineiros, seja o “partido político” mais forte por aqui.

Tirando o comércio, só temos cana.

Dilma verá aqui a força dos programas federais de transferência de renda. Só o Seguro Desemprego gera três vezes mais riqueza do que a produção da usinas. O Bolsa Família em torno de seis vezes e por aí vai... Qualquer que seja o programa ou forma de transferência direta de renda do governo federal por aqui gera mais recursos do que o PIB açucarado de nossas elites.



Dilma verá a real dimensão da expansão das universidades federais e dos IFET’s (antigos CEFETS). Em um estado como Alagoas, tão concentrado na riqueza e no conhecimento, esta ampliação pode significar a real liberdade de um povo.

Ela também verá como as obras do PAC fazem diferença no crescimento econômico de um Estado como Alagoas. E que também existe muita luta para a real implantação de tais obras por aqui. Sempre em Alagoas tudo que de alguma forma beneficie as camadas mais pobres, a mão doce da elite alagoana bota a mão em cima e nada acontece. Seja por morosidade, seja ignorando a existência de recursos, programas e obras, mesmo.

A doce elite alagoana é o Anti-Midas. Tudo em que bota mão ao invés de virar ouro vira m****.

E Dilma verá como seu governo é forte politicamente. Verá de perto, mais uma vez, um dos principais quadros do PSDB em todo o país, o governador Teotônio Vilela se comportar como se fora da base aliada. E não me refiro nas solenidades. Neste momento vale a institucionalidade. Nada contra.

Mas que PresidentA Dilma venha mais vezes. Quem sabe com mais presença dela aqui as coisas andem mais rápido ou em alguns casos pelo menos andem. De repente vale o ditado: “é o olho do dono que engorda o gado”.


Nenhum comentário: