Blog do Cadu: O melhor 22 de abril da História

segunda-feira, 23 de abril de 2012

O melhor 22 de abril da História


Clique para ampliar - fonte DataFolha

É característica das redes sociais comentar os mais variados assuntos e lembrar as mais variadas datas. Pois bem, ontem dia 22 de abril (pelo menos eu não vi) ninguém falou sobre a chegada dos portugueses ao Brasil. Ontem fez 512 anos de sua chegada e início da construção de nossa nacionalidade.

Não quero, nem vou aqui, dizer das maravilhas de toda essa construção. Até porque maravilhas é um exagero e também este é um debate longo e complexo. Mas vale ressaltar que, como em todo lugar onde ainda não se deu essa ruptura, sempre fomos dominados pelas elites, sejam oligárquicas ou burguesas.

Vou me aproximar um pouco mais aos dias atuais. Passamos por uma ditadura militar. Passamos? Pra mim só vamos passar de fato quando desentocarem os arquivos da ditadura; e por incrível que pareça sobrevivemos ao período neoliberal que teve seu cume nos governo FHC.

Governos, aliás, que quase destruíram tudo por aqui. Venderam nossas empresas a preço de banana e sucatearam toda a estrutura de Estado. Não fosse pela vitória de Lula em 2002. Quem não se lembra da infeliz tentativa de recriar a caravela em 2000 para celebração dos 500 anos de chegada dos portugueses que afundou no caminho? Não poderíamos ter simbologia melhor do período que vivíamos naquele tempo.

Os defensores de FHC falam do plano Real. Parecendo até que esse plano foi elaborado pelos doze apóstolos de Jesus. O plano Real nada mais foi do que a indexação de nossa moeda ao dólar e com juros estratosféricos. O que numa lógica de economia financeirizada e especulativa, só nos deixou mais dependentes de capitais internacionais (Não vou me aprofundar aqui. Este tema também é longo).


Ontem tivemos o melhor 22 de abril de nossa História. E aqui também não afirmo que está tudo as mil maravilhas, longe disso, mas quer gostem ou não, nunca antes vivemos um momento tão bom.

Nosso povo está com a autoestima em alta. A geração de emprego é recorde; temos no país um ambiente bem mais democrático, em todas as áreas temos melhoras significativas... Mas repito, estamos longe do ideal.

Pela primeira vez em nossa História, somos respeitados internacionalmente (período Lula / Dilma). Não precisamos retirar os sapatos para entrar em outros países e não tomamos mais carão do Tio Sam sobre o que e como devemos fazer com a nossa economia. Ao contrário, vamos à casa deles e damos carão neles agora. Eles nos ouvem pianinhos...

Até forçar os bancos privados a reduzirem seus juros o governo federal fez. Nunca antes... Quem diria... A elite financeira pocando pelas costas que nem sapo de tanta raiva... Mesmo que seja só um pouquinho e que a lógica geral não tenha mudado (afinal, estamos no sistema capitalista!). É muito bom!

Não é à toa que a popularidade e aceitação de Dilma e Lula é tão alta. Mesmo com todas as invencionices da grande mídia (sempre alerta sobre o caso Cachoeira / Veja / Globo).

Temos muito a fazer, mas o rumo está correto... Outros excelentes 22 de abril virão...

Nenhum comentário: