Blog do Cadu: Judiciário alagoano atrapalha as eleições em Maceió

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Judiciário alagoano atrapalha as eleições em Maceió


É lamentável, o que o Poder Judiciário faz em Alagoas com relação à eleição para a Câmara Municipal de Maceió. Valendo-se de falsa polêmica, baseado num discurso pseudomoralista de criminalização da política, sobre o aumento do número de vereadores. O TJ/AL voltou atrás da voltada atrás do Judiciário sobre o número de parlamentares da capital alagoana.

A Câmara Municipal, em especial seu presidente Galba Novaes, roeu a corda do discurso anti política sobre o ajuste do número de parlamentares. Setores da imprensa, como sempre, ecoaram um falso argumento de mais gastos com a Casa de Mário Guimarães se o aumento acontecesse.

O repasse aos parlamentos é constitucional e o número de vereadores não importa para o repasse. Mas esse debate eu já postei por aqui. Leia mais aqui

O que me lamenta agora é o troca-troca de posição. Isso além de enfraquecer a democracia, pois desmoraliza o pleito e o Estado como um todo, atrapalha não só os partidos para montar suas chapas como a população para escolher seus candidatos.

Mais uma postura lamentável do Judiciário alagoano. Foi ele que aumentou a passagem de ônibus em Maceió, por exemplo.


É pra mim, o pior dos Poderes. E cada vez mais nossa vida está judicializada.

É a ditadura da toga.

Também temos na mais alta corte do país uma figura como Gilmar Mendes. Esperar o quê?






Nenhum comentário: