Blog do Cadu: O legado do governo do PSDB/FHC/Serra

quinta-feira, 26 de julho de 2012

O legado do governo do PSDB/FHC/Serra


Clique para ampliar
Que as redes sociais serviram para ampliar e escancarar o debate ideológico na sociedade penso que ninguém duvida. A proteção da tela do computador do contato direto entre debatedores dá a alguns uma coragem e agressividade fora do comum.

O que, em certa medida, é bom. É bom porque nos possibilita enxergar o posicionamento político de segmentos. Basta, nos casos onde não há ação anônima, checar as informações básicas dos perfis que atuam nas redes.

E dá pra fazer isso nos mais variados temas. Mas quero me colocar aqui sobre o tema das privatizações das teles no Brasil.

Em junho desse ano na fan page do Blog no Facebook (clique aqui), compartilhei a foto abaixo.



Nos últimos dias, depois das proibições de vendas de mais linhas impostas judicialmente à teles e pela ANATEL, a foto “bombou”. E óbvio, surgem os comentários.

É claro que cabem críticas a atuação da ANATEL sobre o setor, mas não dá pra tirar a responsabilidade de FHC e do PSDB sobre a situação das telecomunicações no Brasil hoje.

A própria ANATEL, com o objetivo, concepções e limites, foi criada no governo dele (FHC).

Se a lógica segundo o próprio FH em seu governo era vender tudo que desse para vender, como afirmou à edição de Veja em 03 de maio de 1995. E o fizeram direitinho. Sem quaisquer responsabilidades na qualidade de serviços, tampouco lisura na própria venda em si.

Basta ler os primeiros capítulos de “A Privataria Tucana” para saber como o alto clero do tucanato encheu as papadas de dinheiro. Como os Jereissati (do ex-senador Tasso Jereissati) abocanhou a telefonia móvel banda B. ou como o banqueiro Daniel Dantas, preso na Operação Satiagraha da Polícia Federal, abocanhou o que seria depois a Telemar. E por ai vai.

Como a filha do Serra lavou dinheiro com a irmã de Dantas utilizando empresas offshores nas Ilhas Virgens Britânicas, paraíso fiscal da América Central.

Quer saber quais a denúncias da Privataria? Clique aqui e leia o resumo do livro em pdf

O centro do argumento de quem se doeu com a imagem compartilhada é que antes de FHC não tinha celular no Brasil.

Não tinha celular em quase lugar nenhum do planeta! Ponto.

O fato do serviço de telefonia implantado no país pelos militares ser caro, (muito caro, por sinal) e ruim, não significa que continuasse assim se não fosse privatizado.

Essa relação não é mecânica.

Se assim fosse, as universidades públicas seriam piores do que as privadas.

E mesmo com todos os problemas que possa haver nas universidades públicas, as privadas perto delas não dão nem pro cheiro.

Quem fomenta a pesquisa nesse país são as públicas.

A qualidade é tão dispare em relação às privadas que não é a toa que as elites brasileiras colocam seus filhos nas universidades públicas e não nas privadas.

É claro que existem boas universidades particulares. Falo aqui no geral.

O fato é que temos um serviço de telefonia ruim e caro. Assim como nos tempos antes de FHC. Nossa tarifa está entre as amis caras do planeta. E nossa agência reguladora, a ANATEL, foi criada nos moldes do neoliberalismo e da privataria, ou seja, seu poder fiscalizador é ínfimo.

Sem falar no lobby das teles no Congresso. Que está enfraquecido por conta da catástrofe que está o serviço no país. Ninguém quer dar a cara pra bater em defesa das teles agora.

Serviços ruins e caros estão no legado deixado pelo PSDB no Brasil. Além de milhões e milhões de dólares em paraísos fiscais. Mais aqui

Mas a coisa aos pouco tá mudando. Quem imaginaria, há uns 13 – 15 anos atrás, que as teles sofreriam sanções judiciais ou do Estado brasileiro?

Nenhum comentário: