Blog do Cadu: Greve e o espírito de porco

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Greve e o espírito de porco


Mais um dia de greve dos rodoviários em Maceió. Nesta quarta-feira é o terceiro dia consecutivo. Nessa brincadeira, um monte de oportunista se aproveita pra extorquir a população. As lotações que antes custavam R$ 2,50 agora chegam até a R$ 8,00. Na segunda-feira, dia 20 de agosto, presenciei um ônibus da empresa Veleiro circulando na Av. Fernandes Lima com placa “especial” e cobrando tarifa de R$ 2,70.

O espírito de porco toma conta.

Há também estranheza nessa greve. A primeira paralisação se deu justo no dia em que a aumento tarifário dado pelo Desembargador Washington Luiz foi derrubada. A Passagem que com a decisão custava R$ 2,30, voltou a custar R$ 2,10.

A própria CUT, já levantou essa “bola” em nota. Leia aqui

Tudo leva a crer que a manifestação teve o incentivo e apoio dos empresários do setor de transporte coletivo, pois os mesmos não se conformam com a redução da tarifa de R$ 2,30 para R$ 2,10, conforme decisão judicial que atendeu as reivindicações das entidades representativas da sociedade civil organizada, através de mandado de segurança, com participação efetiva da CUT Alagoas.” – afirma a Central em sua nota.

Essa greve também nos mostra como Maceió é dependente dos ônibus. Como a falta de alternativa de transportes é ruim para uma cidade de um milhão de habitantes como é Maceió. Não temos trens, metrô e as “lotações” são irregulares. Por pressão das empresas de ônibus.

Empresas que ainda funcionam sem licitação. Coisa que o próximo (a) prefeito (a) terá que fazer urgentemente.

E penso que as lotações também deveriam ser regulamentadas, enquanto não temos trens e metrô. Ficar reféns dos ônibus é que não podemos.


ATUALIZAÇÃO

Hoje a tarde, os rodoviários em assembleia resolveram encerrar a greve. Aceitaram a proposta de reajuste salarial de 5%.  

Nenhum comentário: