Blog do Cadu: Tucano depenado. A Lista de FURNAS

domingo, 5 de agosto de 2012

Tucano depenado. A Lista de FURNAS

Pois é, a cada dia se confirma que 2012 é o ano do fim do mundo pra direita brasileira. Tentam seu último sopro com o espetáculo midiático do julgamento do suposto “mensalão”, terem um sobre vida. A grande imprensa cada vez mais desmoralizada. O Supremo entre colocar a grande mídia no seu devido lugar ou deixá-la passar-lhe a mão no traseiro pro mundo inteiro ver. Um Procurador Geral da República, que além parte do esquema golpista da grande imprensa, consegue falar durante cinco horas e não dizer nada (mais aqui), é porque o fim do mundo pra eles está perto mesmo.

Os títulos das matérias da grande mídia sobre o julgamento do suposto “mensalão” sempre veem com “o maior escândalo de corrupção do país”.

Não falam nada da Privataria, que tem pedido de CPI protocolado na Câmara e não falam da lista de FURNAS que abasteceu as candidaturas tucanas e adjacências na eleição em 2002.

Quer saber qual o maior escândalo de corrupção do país?

Você escolher entre a Privataria ou a Lista de FURNAS. Não precisa nem juntar os dois casos, não.

Vou deixar de blá blá blá.

Abaixo os documentos que contém a Lista e uma relação dividida por Estado e por partido com os respectivos valores repassados. Todos esse documentos fazem parte da denúncia feita pelo MP/MG e estão sob periciamento de veracidade. Retirado do blog do Luis Nassifclique aqui


CAIXA DOIS TUCANO DE FURNAS

Relação completa de todos os polítcos que fizeram campanha usando caixa dois de FURNAS.

TUCANODUTO?

*Quem é quem e quem recebeu quanto na lista do caixa dois de Furnas *

A "Lista de Furnas"

- documento sobre um suposto esquema de caixa dois nas eleições de 2002, cuja autenticidade está sob investigação da Polícia Federal - é essencialmente uma lista tucana.

Confira nos gráficos abaixo.



Os candidatos do PSDB teriam ficado com mais de dois terços (68,3%) dos R$39,9 milhões que teriam sido distribuidos a 156 políticos por empresas fornecedoras da última grande estatal do ramo elétrico. O PFL fica com um segundo lugar bem distante, 9,3%.

Mas, segundo a "Lista", o dinheiro do PSDB não teria sido distribuido por igual. O grosso foi para três candidatos, que disputavam os três cargos mais importantes do esquema eleitoral tucano em 2002: José Serra, que pleiteava a Presidência, Geraldo Alckmin, candidato a governador de São Paulo, e Aécio Neves, que concorreu ao governo de Minas. Os três, conforme a "Lista", triam ficado com mais da metade do dinheiro do esquema de Furnas. Os demais 153 políticos que constam na "Lista" teriam dividido os 45,4% que restaram.

*A filiação partidária dos 156*

O PSDB também é o primeiro colocado em número de políticos entre os 156 citados no esquema que seria operado pelo então presidente de Furnas, Dimas Toledo, levado ao cargo pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. São 47 tucanos na lista, cinco deles candidatos a cargos majoritários. O PFL comparece com 33 candidatos, apenas um a cargo majoritário (senador).

Veja adistribuição:

Outro modo interessante de ler o documento em exame na PF é comparar os nomes que constam ali com a relação dos membros da CPI dos Correios, que desde junho do ano passado investiga as denúncias de corrupção no Parlamento.



O primeiro destaque é para o deputado ACM Neto (PFL-BA), que tem se salientado pela estridência de seu desempenho na comissão. Ele teria recebido R$ 75 mil do esquema de Furnas. Quanto ao PSDB, constam da "Lista" três dos seus quatro deputados que são titulares ou suplentes da CPI. Figuram também entre os 156 um membro da CPI dos Correios pertencente ao PL e dois dos quadros do PTB.

PROVAS DOCUMENTAIS DO CAIXA DOIS TUCANO DE FURNAS

DOCUMENTO 01



DOCUMENTO 02



DOCUMENTO 03



DOCUMENTO 04



DOCUMENTO 05



DOCUMENTO 06



DOCUMENTO 07





CAIXA 2 DE FURNAS - DIMAS TOLEDO - 39.910 MILHÕES DE REAIS
Os dados foram transpostos para a planilha, para facilitar a visualização e para tornar a compreensão mais didática, sendo a transcrição exata e fiel do conteúdo dos documentos.
Clique aqui para ver tabela completa
PRESIDÊNCIA
José Serra                                                          PSDB-SP                                     7.000.000,00
  
GOVERNADOR-SP
  
Geraldo Alckimin                                               PSDB-SP                                     9.300.000,00
 GOVERNADOR-MG
  
Aécio Neves                                                      PSDB-MG                                    5.500.000,00

Nenhum comentário: