Blog do Cadu: Veja na CPI e as saudades do Brizola

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Veja na CPI e as saudades do Brizola

Brizola nesse momento está de bruços em seu túmulo. Um dos maiores adversários da velha / grande mídia, em especial a “poderosa” jamais aceitaria que em seu partido tivesse um emissário midiático. É esse o papel que cumpre no Congresso Nacional, o deputado federal pelo PDT no Rio de Janeiro, Miro Teixeira. Leia mais aqui e aqui

Ontem o dia em Brasília foi marcado por grande expectativa por conta da votação do requerimento de pedido de convocação do editor-chefe de Veja em Brasília, Policarpo Júnior.

Este desde sempre, e basta você ler outras postagens aqui do blog sobre a CPI do Cachoeira / Veja para saber do envolvimento de Poli, como é chamado pelo bicheiro, na quadrilha.

O pedido foi protocolado pelo deputado federal Dr. Rosinha (PT/PR). Rosinha teve acesso às gravações telefônicas entre o bicheiro e o homem de confiança de Roberto Civita na capital federal.

O pedido, por conta de força política, foi retirado da pauta. Assim ele não é votado e portanto não foi derrubado.

Muitos tem rabo preso com a grande imprensa, mas tem vergonha de se expor. Miro Teixeira, não.

Ou será Miro “Globoboy” Teixeira?


O argumento do ex-ministro das comunicações é o mais babado de todos. Diz o “Globoboy” que a convocação de Policarpo poderia significar perseguição aos jornalistas brasileiros.

Então para o deputado, jornalista pode armar grampo ilegal com bicheiro. Pode invadir domicílio e montar reportagens falsas para chantagens políticas e financeiras.

Para o deputado Dr. Rosinha e Gilmar Tatto, líder do PT na Câmara, o editor de Veja será convocado. Questão de tempo.

Sobre o suposto “mensalão”
A direita tá no corner. No caso do suposto “mensalão” de 50 mil páginas sem provas, tentam envolver Lula, mas não conseguem nem provar a necessidade do processo em si.

Basta repararmos na fala do advogado do Roberto Jerferson onde diz que não tinha esquema de mensalão, mas que Lula é o culpado de tudo. De tudo o quê?

Vale lembrar que Jerferson foi caçado por não provar a existência do esquema. Seu advogado confirmou que o dinheiro repassado ao PTB foi para pagamento de campanha eleitoral de 2004.

O Petebista tem raiva do José Dirceu por não ter recebido ajuda após a denúncia de esquema de seu partido nos Correios. Esquema que ocorria no governo FHC, mas que teve as gravações reveladas já no governo Lula.

Gravação feitas adivinhem por quem.

Tcham ram!!!

Cachoeira.

Hoje começa o voto do relator. Deverão ser entre três e quatro dias de voto. Em alguns sites li que especialistas dizem que seu voto será na linha do Gurgel. Pedirá condenação.

Mesmo sem provas, porque quadrilha não deixa provas, como disse o fanfarrão Prevaricador Geral da República, Roberto Gurgel.

Vamos esperar.

No mais, vendo o papel que se presta o Miro Teixeira, só sinto saudades do Brizola.

Nenhum comentário: