Blog do Cadu: Uma bolsa para a 'grande imprensa'

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Uma bolsa para a 'grande imprensa'



Vai faltar luz; a economia brasileira será sempre um fiasco; a seca também será mais dura e estaremos com nossa imagem no exterior abalada enquanto o PT e aliados estiverem na Presidência da República.

É essa a ladainha que a “grande imprensa” insiste em repetir dia após dia para os brasileiros. Paulo Henrique Amorim afirma em seu blog que isso é provocação. Pode até ser, mas que tem um misto de depressão com as sucessivas derrotas eleitorais e Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) em destruir um ex-presidente e seu partido.

O ódio a todas as politicas sociais aplicada no Brasil e o elogios às suas cópias nos EUA e Europa ilustram bem essa doença. Além do golpismo, a “grande imprensa” está doente. E muita gente já percebeu isso, inclusive os capitalistas.

Segundo levantamento do Fórum Econômico de Davos, o Brasil é o 4º em otimismo de executivos. Ninguém mais lê os jornalões, nem assiste à Globo. E tudo isso começou com um reles torneiro mecânico na Presidência da República. Lula é mais assustador para a “grande imprensa” do o Freddy Krueger para os adolescentes que ele atormenta nos filmes “A Hora do Pesadelo”.

Se tivéssemos democracia de verdade nas comunicações por aqui, essa versão doentia da realidade que nos cerca não pareceria discurso uníssono. Mesmo com a credibilidade já chegando ao fundo do poço, ainda há quem diga que “todo mundo” diz que o Brasil vai mal.

Esses não acessam a internet, com certeza. Ou se acessam, o fazem apenas nos sites da “grande imprensa”. Já foram contaminados pelo TOC dela.

Porém o espírito humanista deve prevalecer. O governo federal precisa tomar alguma atitude para ajudar na cura dessa depressão coletiva e no Transtorno Obsessivo Compulsivo que passa a “grande mídia”. Poderia criar a “Bolsa Prozac”. Os critérios para recebê-la seriam ser colunista da Folha, do Estadão, Veja e Globo.

4 comentários:

Ivanovitch Medina disse...

Cadu,
Porém, às vezes acertam, ou na falha de comunicação do governo, ou na falta de informação do povo, caso de ACM Neto em Salvador, e Virgílio Neto em Manaus, abraços.

Anônimo disse...

Que nada, poderiam é cortar o bolsa golpe. Olha a dinherama que esses golpistas levam em publicidade do governo pra sentar o malho no partido, no Lula e na Dilma...

.
.
.

Helder

PaTriota2003 disse...

Caro Medina, alguns povos tem curiosidade de "saber se fogo queima".
Caso de Natal/RN é o maior exemplo, na eleição passada os ditos "zumbis" de todo Brasil vibraram com a "cidade em que Lula perdeu". 4 Anos depois NÃO TEVE QUEM PASSASSE A FAIXA, todos afastados por 200 milhões em desvios, um acúmulo de denúncias e provas de corrupção, somados a inexistência de gestão que bateu o conhecido Aldo Tinoco a décadas atrás. O IBOPE citou que nunca antes na história desse país um(a) prefeito(a) teve uma reprovação tão alta = ~92%.

Muito bem, a cidade aprendeu apanhando e demotucanos ficaram em ~5% na ultima eleição. Pesquisem: Micarla prefeitura natal reprovação 200 milhões

Moral da história, Lula não perdeu, Lula AVISOU e o POVO PERDEU.

Unknown disse...

Volto a dizer...o Brasil precisa e com urgência de uma lei de mídia...e vamos deixar de lado essa balela de liberdade de expressão ameaçada...a lei de mídia não trata disso...isso é discurso dos chefões da comunicação para não mudar nada no País...o pior é que muita gente acredita nessa balela...Dilma está devendo isso...é incompreensível uma concessão pública ser utilizada da forma como acontece no Brasil...chega...