Blog do Cadu: Enquanto isso, na oposição...

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Enquanto isso, na oposição...



Enquanto o Brasil passa pelo melhor momento econômico e político de sua História, a oposição midiática – seja através de seus partidos PSDB, DEM, PPS – tenta manter acesa a chama do medo. Enquanto se apresenta agenda de desenvolvimento, concordando ou não com ela, essa mesma oposição dá chilique e tenta inviabilizar o país como no caso dos votos dos vetos no Senado.

Enquanto o governo federal anuncia que vai ampliar programas sociais para tirar mais brasileiros da pobreza extrema, a oposição implora por um pronunciamento em tom mais político de seu candidato em 2014. “Aécio promete discurso com ataques a petistas”, diz a chamada no site do Estadão. A agenda da oposição é o ataque ao PT e aliados.

Enquanto a oposição não sabe como estará em 2014, se com Aécio, Marina ou mesmo Eduardo Campos – se é que ele vai embarcar nessa onda – Dilma segue tranquila e, segundo pesquisas, somente seu principal aliado e “padrinho” Lula poderia lhe fazer frente.

Enquanto a “grande imprensa” faz proselitismo usando a democracia. Faz de seu espaço, que é um serviço público, espaço de suas campanhas medíocres, em especial, além de atacar o PT e aliados, combater a regulamentação dos meios de comunicação. Sempre com a cantilena de censura.

Enquanto o mundo procura Lula para debater alternativas à miséria e à crise econômica, ele é foco dos ataques da “grande imprensa”. E como num jogo de batalha naval com milhões de espaços, todos os seus tiros são n’água. Não provam nada; suas denúncias são vazias, assim como suas entrevistas “bombásticas”. Na verdade, a popularidade do ex-presidente só aumenta. No Brasil e fora dele.

Enquanto isso, a oposição tentou em vão destruir os governos Lula e Dilma com o julgamento da AP 470. A última das novelas pastelão no Brasil.

Enquanto no Brasil, mesmo com limitações, criou-se uma comissão para investigar os crimes cometidos pelo Estado brasileiro durante a ditadura (civil) militar, jornais como Folha de São Paulo e Zero Hora de porto Alegre (do grupo RBS, ligado à Rede Globo) se indignam a lançar mão de artigos e editoriais apoiando o regime. A Folha, que emprestava seus carros para que se procurassem e prendessem opositores, chamou a ditadura de “ditabranda”.

A Folha que ataca veementemente qualquer discussão em prol da regulamentação dos artigos constitucionais sobre a Comunicação Social é a mesma que tenta calar um site crítico a sua forma de pratica jornalismo, o “Falha de São Paulo”. Este é uma das características da “grande mídia”, invoca para si status de divindade. Ela tudo pode e ponto final.

O blog “Falha de São Paulo” está censurado desde 2010. O grupo Folha teve seus argumentos rejeitados em primeira instância, apesar do blog estar fora do ar.

Proibir a “Falha de São Paulo” de existir é uma pequena amostra da real liberdade de imprensa que essa turma defende. Ou seria liberdade de empresa? É essa mesma liberdade que a blogueira “limpinha” Yoani Sánches quer. Afinal ela é bem para isso.

Enquanto a vida das pessoas segue melhorando, a oposição se agarra no factoide Sánches. Numa vã tentativa de associar as “maldades” cubanas à esquerda no Brasil. Nem sempre o ócio é criativo.

Enquanto o Brasil segue mudando, ampliando conquistas e melhorando seu ambiente democrático, a oposição fica atordoada e mostra sua real face golpista e autoritária. Só não ver quem não quer.


ATUALIZAÇÃO EM 13h57min

A Folha de São Paulo conseguiu manter a decisão em segunda instância. O blog "Falha de São Paulo" continua censurado. Os autores do "Falha" afirmaram via Twitter que vão recorrer da decisão. A luta pela liberdade de imprensa verdadeira no país e não das grandes empresas continua.

3 comentários:

Anônimo disse...

Os barões da mídia querem é liberdade... de golpear a Democracia todo santo dia!


.
.
.

Helder

Ivanovitch Medina disse...

Uma oposição com Ácaro Dias, Aético Neves, Sérgio Guerra, PIG, Roberto Freire a tendência é o desaparecimento.

Rita Candeu disse...

hehehe

perfeito - conseguiu resumir (dentro do possível é claro!) o quadro geral que temos hoje

uma oposição sem programa, sem proposta e sem argumentos onde só lhe resta atacar com mentiras - que continuem assim, quanto mais mentem mais o PT cresce

e viva a Folha e demais que apoiaram a Ditadura e hoje querem se apresentar aos mais desavisados de defensores da democracia - só rindo muito desses palhaços que pensam que enganam muitos por muito tempo