Blog do Cadu: Solidariedade na blogosfera

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Solidariedade na blogosfera



A blogosfera está dando um exemplo de solidariedade. Em reunião no dia 02 de abril, decidiu-se pela criação de um fundo para auxiliar blogueiros que enfrentam ações judiciais com caráter de censura. A reunião foi chamada na sede do Instituto Barão de Itararé em São Paulo. Por enquanto as doações serão feitas em uma conta em nome do Instituto.

Além de blogueiros nacionalmente conhecidos como Luiz Carlos Azenha (Vi o Mundo) e Rodrigo Vianna (Escrevinhador) que respondem processos movidos pelo “medalhão” do jornalismo global, Ali Kamel, a reunião detectou que vários blogueiros no país enfrentam problemas judiciais por emitirem opinião ou denunciarem desmandos de poderosos locais. O primeiro a receber ajuda do fundo dos blogueiros será Lúcio Flávio Pinto, do Pará.

Ele condenado pelo Superior Tribunal de Justiça a indenizar Cecílio do Rego Almeida, a quem acusou de ser grileiro de terras. Para desfazer comentários obtusos de que Lúcio é “chapa branca” do PT, na última edição do seu blog Jornal Pessoal, ele faz duras críticas ao PT por homenagear postumamente Cecílio do Rego.

É notória a falta de solidariedade no meio jornalístico. Diversos veículos de comunicação promovem demissões a toda hora para ter “redução de custos”, porém, especialmente a “grande imprensa” – nacional e local – não param de receber verbas publicitárias públicas. Sobre como o setor privado destina sua publicidade é não motivo de discussão.

Pouco ou nada foi discutido sobre as demissões feitas pela revista Caros Amigos que, fruto da falta de recursos, se viu obrigada a demitir jornalistas. Está aí uma amostra de como é imprescindível discutir a distribuição de verbas públicas de publicidade. E, vale ressaltar que não defende que os recursos sejam dados por conveniência ideológica e sim, para garantir a pluralidade nos meios de comunicação.

A essa discussão soma-se o do marco civil da internet, onde as teles querem acabar com a neutralidade de rede.

Se a blogosfera ajuda a melhorar o jornalismo praticado no Brasil, mostrando erros de apuração ou mesmo manipulação da informação dos meios de comunicação tradicional, ela agora dá mais um exemplo de como se comportar coletivamente.

Em Alagoas também houve caso de dois blogueiros processados por denunciar poderosos em esquemas que envolviam dinheiro público. Pouquíssimos foram os gestos de solidariedade. Mesmo quando o O Jornal fechou suas portas e jornalistas já à época estavam com meses de salários atrasados, o comportamento foi o mesmo.

Esse gesto de organizar um instrumento de ajuda a blogueiros que não tem como bancar advogados e custos processuais precisar ser o início de uma nova cultura entre aqueles que fazem comunicação, seja de forma profissional ou amadora.

Um comentário:

Rita Candeu disse...

coisa boa!!!!

eu não sabia que o 1° será Lúcio Flávio - estou acompanhado a luta dele a algum tempo....