Blog do Cadu: Marilena Chauí tem razão sobre a classe média

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Marilena Chauí tem razão sobre a classe média



foto da reportagem de Época (clique para ampliar)

Nos últimos dias se tem visto e ouvido um monte de barbaridades sobre programas sociais, especialmente os de transferência de renda. Com o boato de que o programa Bolsa Família iria acabar voltaram à tona todos os preconceitos e o conservadorismo doentio da classe média brasileira. Obviamente que retroalimentado pela nossa auto-proclamada “grande imprensa”.

A revista Época, das Organizações Globo – aquela que, segundo seu fundador Roberto Marinho, “participou ativamente da ‘revolução’ de 1964”, publicou uma matéria ao estilo #classemediasofre. Assim mesmo como hastag. Usada para criticar satiricamente esse setor da sociedade. Ela não está preocupada com o bem comum, só se o comum em questão for a própria classe média.

Na versão online, logo na primeira foto, as dificuldades vividas pela classe média com o “risco” de explosão inflacionária são os das viagens e comer em bons restaurantes. Seria cômico se ao fosse trágico. Mas é isso mesmo.


Em diversas oportunidades já foi exposto nesse espaço como a classe média brasileira é sofrível e sem identidade. Ela sonhe em ser elite, pensa como ela, mas – parafraseando um de seus ídolos cinematográficos o Capitão Nascimento de Tropa de Elite – nunca serão!

Como também nunca será classe média os setores que passaram a ter ou estão passando a ter acesso a bens de consumo que as gerações anteriores não tiveram. O fato de a classe trabalhadora ter aumento seu poder de compra e ter melhorado sua condição de vida não os torna membros da classe média.

Isso é uma ilusão. E muitas vezes repetidas por gente do governo federal e do PT. Sem fazer o recorte que essas pessoas são a “nova classe média” sob a ótica do acesso aos bens de consumo essa nomenclatura não se aplica.

Quem melhor explica isso é a filósofa Marilena Chauí. Mesmo com seu jeito bonachão, Chauí consegue descrever muito bem o que é a classe média brasileira. Nossa concordância é ipsis litteris.



2 comentários:

Rita Candeu disse...

Marilena é tudo de bom

por isso deixa Reinaldinhos e afins vermelhos PT de ódio rsrsrssrsr

Anônimo disse...

Gostei dessa mulher aí, falou no português rasgado.

Assalariado pagando de elite é tenso.







.
.
.

Helder