Blog do Cadu: Governo de faz de conta

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Governo de faz de conta



Em dezembro de 2013, mais precisamente no dia 27, o governo de Alagoas iniciou a entrega de 4432 títulos de terra a pequenos agricultores em evento realizado na cidade de Arapiraca, agreste do estado.

Esses títulos, que estavam engavetados desde 1985, garantem que esses pequenos agricultores possam ter acesso a crédito bancários e programas do governo federal. Ia tudo mais que muito bem, mas os títulos entregues pelo governo tucano em Alagoas são frios. Não vale nada! Eles não possuem registro em cartórios.

De fato há um impasse com os cartórios do estado que não aceitam realizar o registro de graça. Há um projeto de lei tramitando na Assembleia Legislativa para resolver a essa questão, mas ele está parado. Se os títulos não têm validade, por que o governo do estado fez a entrega.

O evento também foi de faz de conta. O Instituto de Terras de Alagoas (ITERAL) não conseguiu localizar os futuros donos dos lotes e no evento da entrega e a maioria esmagadora das pessoas que lá estavam nada tinham a ver com o motivo da reunião. Era apenas claque!

Oito ônibus foram disponibilizados para que pessoas ligadas ao movimento Via do Trabalho participassem da solenidade. As informações oficiais dizem que estiveram presentes cerca de mil pessoas, mas existem informações de que estiveram presentes apenas 300 e que dessas, só 34 teriam direito aos títulos dos lotes que estavam sendo entregues.

Foi tudo uma grande armação. Desde a validade dos documentos que estavam sendo entregues até as pessoas presentes. Essas informações foram publicadas no jornal Gazeta de Alagoas de 12 de janeiro em reportagem realizado por Carla Siqueira.

Ainda na matéria há a confirmação do presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Alagoas (Fetag), Genivaldo Oliveira, de que as pessoas que lá foram, o fizeram apenas para Prestigiar o governo do estado. “Eles não têm nada a ver com os títulos da terra”, assumiu.

A questão agrária no Brasil é central para solução de nossas desigualdades. Ainda mais em um estado como Alagoas em que ainda predomina as mesmas relações políticas, econômicas e sociais dos tempos de comarca de Pernambuco: o latifúndio da cana-de-açúcar no centro do poder.

Além disso, entregar títulos de terra que famílias aguardavam ansiosamente desde 1985 sem a menor validade apenas para fazer propaganda é no mínimo maldade.

Esse governo que está chegando ao seu final é o do faz de conta. Faz de conta que entrega títulos de terra a pequenos proprietários, faz de conta que reforma escolas, faz de conta que entrega as casas das enchentes em 2010 ou por deslocamento devido à duplicação de estradas e faz de conta que atua na segurança pública e saúde.

Só não são de faz de conta os altos índices de mortes, de evasão escolar, de concentração de renda e das péssimas condições de atendimento nos hospitais públicos estaduais.

Nenhum comentário: