Blog do Cadu: Não vai ter Disneylândia

terça-feira, 11 de março de 2014

Não vai ter Disneylândia



A Crimeia é uma república autônoma da Ucrânia situada no Mar Negro E ela deve mesmo se tornar região russa. Seu parlamento aprovou por 78 votos, de 100 possíveis, a independência da Ucrânia. Mesmo o referendo popular sendo no Próximo domingo 16. E ainda por cima decidiram adotar o rublo – moeda da Rússia – como sua.

A Ucrânia vem passando nos últimos dias por diversos conflitos internos. Um golpe de Estado foi dado naquele país. E, não por mera coincidência, as manifestações “pró-democracia” estavam repletos de mascarados. Seu comando é assumidamente fascista. Assim como o apoio dos Estados Unidos ao golpe também foi assumido explicitamente.

O interesse dos EUA em fomentar golpes de Estado ao redor do planeta não é novidade: poder geopolítico e recursos naturais para lhe garantir mais poder econômico que vai lhe garantir mais poder geopolítico e mais recurso naturais.

No caso da Ucrânia, é por lá que passa o gás que a Rússia fornece à Europa. Não precisa ser gênio para entender que isso atinge diretamente os bolsos do país dos czares.

Logo após ficar claro o caráter golpista e fascista das manifestações, a Rússia entrou no jogo e pôs freio aos EUA. Em algum momento pareceu está sendo derrota, mas no fim, logrou o êxito esperado. Alguém disse na internet: os EUA jogam com força bruta, a Rússia xadrez.

E nem de longe se trata de fazer defesas acríticas a Vladimir Putin ou a seu governo. Nada disso. Mas sim de festejar que ainda existem focos de contraponto ao imperialismo ianque.

Precisamos estar atentos aos acontecimentos na Venezuela, maior reserva de petróleo do mundo. E nem é preciso maiores explicações sobre os interesses dos Estados Unidos no país vizinho.

Voltando à Ucrânia, clique aqui e assista a um vídeo em que cidadãos da Crimeia dizem por que não aceitam mais ser parte desse país. Entre outras coisas, reconhecem o golpe de Estado que aconteceu e a ascensão dos fascistas e temem pela perda de sua cultura.

Até os sites oficiais da Crimeia já adotaram o russo como idioma oficial, único. Antes da decisão de seu parlamento, eles estavam em ucraniano e russo.

Pelo jeito, não vai ter Disneylândia na Crimeia.

Nenhum comentário: