Blog do Cadu: Nota do MSCC

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Nota do MSCC

Nota do Movimento Social Contra a Criminalidade - MSCC.








VAMOS LAVAR A HONRA DE ALAGOAS!

Alagoas voltou a ser palco de novo escândalo de corrupção. Desta vez, com o desencadeamento da “Operação Taturana”, o alvo foi a cúpula dirigente da Assembléia Legislativa Estadual, acusada de meter a mão em mais de 200 milhões de reais e dirigir uma quadrilha que promoveu desde sonegação fiscal e crimes de mando a pagamentos ilícitos para funcionários fantasmas.

Inquéritos, prisões, indiciamentos, interrogatórios tomaram conta do legislativo estadual, atingindo deputados, ex-deputados, funcionários e até agiotas, numa sucessão de fatos que expuseram e continuam expondo o Estado de Alagoas e seu povo a um doloroso processo de desgaste e humilhação nacional, com sérios reflexos para sua economia e sua credibilidade institucional em todos os sentidos.

Muito embora as investigações devam obedecer aos preceitos legais, sobretudo ao direito de defesa para todos os acusados, não há dúvida que crimes e atos de improbidade administrativa foram cometidos. Crimes gravíssimos, apoiados em provas irrefutáveis. Crimes que envergonham e indignam a todos os que vivem do suor do seu trabalho e sustentam, involuntariamente, com seus impostos, essa inacreditável farra feita com o dinheiro público.

Por esta razão, as entidades e instituições abaixo relacionadas resolveram interpretar publicamente aquilo que vai na alma e no coração de cada alagoano e alagoana, conclamando a toda população a manifestar nas ruas o grito de protesto da cidadania e exigir:

1. A imediata destituição da atual Mesa Diretora da Assembléia Legislativa de Alagoas;
2. O máximo rigor na apuração dos fatos criminosos e a máxima celeridade na condução dos inquéritos e processos
3. A punição exemplar dos que forem comprovadamente declarados culpados, inclusive com a cassação dos que detenham mandatos;
4. A federalização da investigação, repressão e julgamento dos crimes de mando;
5. A redução dos duodécimos dos três poderes nos patamares definidos pela Constituição;
6. O bloqueio do patrimônio dos responsáveis pelos desvios financeiros no valor correspondente ao “rombo” feito nas contas públicas da Assembléia;
7. A destituição dos conselheiros empossados irregularmente no Tribunal de Contas do Estado de Alagoas.


Assinam esta nota:

Sindicato dos Policiais Federais – SINPOFAL;
Sindicato dos Policiais Rodoviários – SINDPRF;
Sindicato dos Servidores do Judiciário Federal e MPU – SINDJUS;
Sindicato dos Urbanitários;
Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social – SINDPREV;
Sindicato dos Servidores Públicos de São Miguel dos Campos – SIMESC;
Sindicato dos Médicos – SINMED;
Sindicato dos Taxistas;
Sindicato dos Trabalhadores em Educação – SINTEAL;
Central Única dos Trabalhadores – CUT;
Marcha Mundial das Mulheres – MMM;
Sindicato dos Servidores Públicos Federais;
Movimento Terra e Liberdade – MTL;
Sindicato dos Agentes Penitenciários – SINDAPEN;
Associação dos Docentes da UFAL – ADUFAL;
União Nacional dos Estudantes – UNE;
Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios e Telégrafos;






Grande ato dia 19/02!


Concentração Praça dos Martírios

Nenhum comentário: