Blog do Cadu: Quem quiser imprensa livre que monte a sua

sexta-feira, 21 de março de 2008

Quem quiser imprensa livre que monte a sua

Não bastasse censurar e demitir Paulo Henrique Amorim, a IG quis deletar os artigos escritos por ele.

Pode?!

Como diria Assis Chateaubreand: "quem quiser imprensa livre que monte a sua..."

Felizmente PHA conseguiu na justiça seus artigos de volta.

Veja abaixo artigo publicado em seu Blog, agora com novo endereço (veja aqui)



PHA RECUPERA ARQUIVOS QUE IG QUIS DELETAR


O jornalista Paulo Henrique Amorim e a PHA Comunicações, titulares do “site” noticioso conhecido como Conversa Afiada ajuizaram uma ação cautelar contra o Portal IG de busca e apreensão de todo o conteúdo produzido pelo “site”. O motivo da ação foi um rompimento abrupto e inexplicado do contrato então vigente com o IG. Na qualidade de “servidor” e “hospedeiro” do site de Paulo Henrique, foi exigido do Portal a devolução de todo o conteúdo de texto, sons e imagens produzidos desde o inicio do contrato.

Na mesma hora em que jornalista teve seus contratos cancelados, os acessos ao IG e aos conteúdos foram cancelados o que o obrigou à tomar as medidas urgentes de obtenção de seu conteúdo, sob pena de não poder ter a íntegra do seu trabalho disponível para si próprio e seus leitores ou usuários do site. Mais grave ainda foi o fato de o Portal IG ter desabilitado todos os acessos aos conteúdos através das ferramentas de busca como Google e outras. Com estas providências o trabalho do jornalista desapareceria ou ficaria inacessível.

Tudo isso ocorreu no final da tarde do último dia 18. O juiz da 33ª. Vara Cível da Capital concedeu no dia seguinte, ontem dia 18, medida liminar de “busca e apreensão” de todo o banco dados produzido por Paulo Henrique Amorim nos computadores do IG e em seus servidores, bem como requisição de força policial e ordem de arrombamento, caso houvesse resistência do Portal. A ordem foi cumprida neste dia 19, a partir do início da manhã, quando o Oficial de Justiça, acompanhados de técnicos da empresa PHA e dos advogados do jornalista executaram a ordem judicial. Durante horas todo o conteúdo de Paulo Henrique Amorim foi transferido para computadores e mídias do jornalista.

O Portal IG tem cinco dias para contestar a cautelar. O jornalista e a PHA terão agora 30 dias para ajuizarem a ação principal. Por determinação judicial o processo corre em segredo de justiça. Os advogados do jornalista estudam agora quais os pedidos que serão incluídos no processo de natureza indenizatória pela rescisão do contrato por danos materiais e morais, além de eventuais multas previstas no instrumento. A condução do processo se encontra a cargo do escritório Bitelli Advogados, especialista nas áreas de comunicação e convergência de mídias.

Nenhum comentário: