Blog do Cadu: Baixaria no Senado. Cadê a Reforma Política?

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Baixaria no Senado. Cadê a Reforma Política?

No fim da tarde e começo da noite de hoje, dia 03 de agosto, vi uma das cenas mais esdruchulas do Senado Federal. Num bate-boca sem tamanho, todos/as os/as senadores/as presentes começam a se acusar no maior estilo barraco ou briga de bêbado em boteco ou em fim de feira.

A pauta era a "moralidade" do Senado e de seu atual presidente, o senador José Sarney (PMDB - AP). Comecei a assistir à sessão do plenário durante a fala de Pedro Simon (PMDB - RS). Sua fala foi interrompida por duas vezes. Uma por Welliungton Salgado (PMDB - MG) e outra por Renan Calheiros (PMDB - AL).

Depois ocorreu fala do Collor, do Papaléo Paes, este, também do Amapá. O Cristovam Buarque bem que tentou se pronunciar, mas o presidente da Sessão, o senador Mão Santa não deixava ele falar.

O bate-boca acabou com o pronunciamento da senadora pelo Mato Grosso do Sul, Marisa Serrano do PSDB. PSDB falando em ética e moral foi demais pra mim.

Agora vou explicitar aqui o que achei do que vi hoje na TV Senado.



Em primeiro lugar, mesmo os senadores Wellington Salgado e Renan Calheiros não sendo exemplos de quase nada que se preste nesse país, suas falas foram boas. Tão boas que Pedro Simon calou-se e saiu da tribuna.

Em ambas as falas as seguintes perguntas ao Senador Simon: "Porquê Vossa Excelência quer a saída do Sarney da presidência do Senado?"; "Porque Vossa Excelência na reunião interna da bancada do PMDB disse que queria que o Sarney fosse o presidente da Casa e agora muda de opinião"; "Porque Vossa Excelência não pede a renúncia da governadora do RS?" e o golpe derradeiro: "Vossa Excelência se lembra da Porto Sol?" (empresa de micro-crédito envolvida em esquemas de corrupção).

Não comentarei mais nenhuma fala especifica, o fiz com essas duas porque, pra mim, estas foram as mais chamativas.

De fato aquilo lá uma bagunça só. Acusações e troca de farpas pra todos os gostos. Mas porque ninguém fala em Reforma Política?

Não falam porque de fato não querem que aquilo que ali está mude. É assim desde que a primeira galinha do planeta botou seu primeiro ovo.

Não falam porque não querem mudar nada, apenas sacrificar Sarney como se este fosse o precursor de toda a podridão que se encontra no Senado Federal.

Não falam porque se o fizerem o debate sobre a necessidade de ter Senado no Brasil vem à tona. E aqui pra nós, Senado só serve pra "guardar" raposa velha da política nacional. Congresso bicameral só serve para criação de conchavos. Apenas o E.U.A. e o Brasil possuem Congresso bicameral. (se eu estiver errado, por favor comentem e corrijam...)

Mesmo que elejamos pessoas de bem (como se costuma dizer) o Estado brasileiro é anti-povo. Mesmo que se prendam os bandidos que ali estão, outros virão no lugar se mantivermos o modus operanti da política nacional.

Temos que fazer a Reforma Política com urgência. Rever a relação entre os Poderes; rever como a sociedade civil organizada participa dos rumos do país; rever como elegemos nosso representantes nas instituições "democráticas"; rever o financiamento das campanhas eleitorais e rever acima de tudo nossos conceitos na hora de votar.

Voto em lista, financiamento público de campanha, orçamento participativo e conselhos deliberativos em todas as áreas do Estado já!

Nenhum comentário: