Blog do Cadu: A juventude não vai deixar, roubar do povo o mandato popular!

sábado, 7 de agosto de 2010

A juventude não vai deixar, roubar do povo o mandato popular!


“A juventude não vai deixar, roubar do povo o mandato popular!” Essa foi a palavra de ordem mais entoada do encontro da juventude da Frente popular em Alagoas no último dia 06/08. Mais de 200 lideranças juvenis estiveram presentes para manifestar apoio à candidatura de Ronaldo Lessa e Joaquim Brito ao governo de Alagoas.

O clima foi de muita empolgação com as candidaturas da Frente. As 250 pessoas presentes, como já afirmei acima, são lideranças em suas universidades, escolas, sindicatos, bairros, partidos... Não eram quaisquer 250 jovens.

Estavam presentes representantes das seguintes entidades e grupos poílticos: UNE; UBES; UMES - Arapiraca; UMESE - Rio Largo; UESA; C.A. Administração da UFAL; DCE / UFAL; DCE / UNEAL; Juvenurde da CUT; Juventude da CTB; Juventude do SINDPREV; JCNB (PT); Kizomba (PT); JAE (PT); UJS (PCdoB); JSPDT; JPMDB, além de grêmios estudantis de todo o Estado.


A perseguição política que Ronaldo/Joaquim vêm sofrendo por parte da elite alagoana não abalaram o espírito de luta e garra de nossa juventude. Eleição se ganha nas ruas e com o voto do povo.

Querem ganhar no tapetão as eleições em outubro. Ronaldo e Brito já cumpriram suas punições impostas pela justiça eleitoral. Agora com a Lei Ficha Limpa, os representantes das oligarquias querem a todo custo cassar as candidaturas de Lula e Dilma em Alagoas.

Ah, então Lessa e Brito foram condenados Justiça? Pergunta você leitor (a) nesse momento.

Sim, eu respondo. Não há o que esconder. Inclusive os tais crimes cometidos pelos dois companheiros.

Brito, então coordenador do Programa Luz para Todos em Alagoas levou energia elétrica para a casa de alagoanos e alagoanas que viviam nas trevas no período eleitoral.

Como pode dar energia elétrica aos pobres?! Que absurdo! – Pensam os representantes das oligarquias alagoanas.

O crime de Lessa foi conceder aumento salarial a servidores públicos em 2004. E fazer campanha depois das 18h para Alberto Sextafeira, então candidato a prefeito de Maceió apoiado por Ronaldo.

Tá vendo?! Outro absurdo – pensaram também as mesmas pessoas dessa elite podre de Alagoas.

Como pode dar aumento a servidor público?! Servidor público tem mais é que se lascar! – Assim manda a cartilha doce de nossa nata social.

Ronaldo e Joaquim afirmaram terem orgulho dos “crimes” que cometeram. Dar luz e melhores salários ao povo de Alagoas.

Tenho orgulho de apoiá-los por tais crimes.

Como também tenho orgulho de pertencer a uma cultura política que combateu a Ditadura Militar dando muitas de suas vidas pela conquista da democracia no Brasil.

Tenho orgulho de pertencer a uma cultura política que foi às ruas pelo impeachment de Collor. Que elegeu Lula em 2002 e o reelegeu em 2006.

Uma cultura política que preza pela democracia política, social e econômica. Que ampliou o número de Universidades e Escolas Técnicas; que fez os investimentos em educação no Brasil alcançarem patamares europeus (ainda estamos longe de nossa necessidade, mas estamos avançando). De uma cultura que deu mais dignidade às pessoas nesse País. Melhorou a renda das pessoas. Aumentou o crédito no campo e na cidade. Uma cultura que fez 60% dos assentamentos da Reforma Agrária de toda a História do Brasil nos últimos 08 anos. Só em Alagoas hoje são 170 assentamentos. Em 2001 eram apenas 59.

Tenho orgulho de pertencer a uma cultura política que não precisa falar inglês pra inglês ver. Que se impõe pelas idéias e não pelos dialetos.

É essa cultura política, nova no Brasil, que está transformando para melhor a vida das pessoas. E é essa mesma cultura que continuar fazendo o que nosso povo precisa e merece.

Essa é a cultura que derrotou a ditadura militar e vai, como disse Ronaldo no encontro com a juventude, “Derrotar a ditadura das togas!”

Ditadura das togas porque estamos hoje vivendo a bel prazer das cacholas dos juízes no Brasil. As Leis não mudam, mas todo o dia se muda a lei. Hoje você pode fazer isso, amanhã não pode mais.

Querem transformar Estado Democrático de Direito em Estado Democrático do Direito.

Uma boa parcela de culpa nisso tudo é do Poder Legislativo e dos Partidos Políticos. Fica aqui também minha autocrítica, pois sou militante partidário, com muito orgulho, do PT!

Ao invés de estarmos debatendo rumos para o Brasil e Alagoas, estamos debatendo quem tem ficha suja ou limpa. Quem é honesto e quem não é. Ora, já diz o ditado: Para fazer o ladrão, basta a ocasião.

Num Estado Democrático de Direito, entendo eu, todos são inocentes até que prove o contrário. Quem já cumpriu pena, está quite com a sociedade. Se estes valores sumirem, então vivemos numa ditadura.

Ronaldo disse bem ao falar das togas.

Vamos debater idéias, rumos. O povo merece e ganha mais.

Quem não quiser fazer, explique o por quê.



Ah, só pra não ficar faltando: Em outubro voto em Dilma 13 para presidente e Ronaldo Lessa 12 para governador de Alagoas. E com muito orgulho!

Nenhum comentário: