Blog do Cadu: Segundo turno, dois projetos

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Segundo turno, dois projetos

Estamos mais uma vez em segundo turno para as eleições no Brasil. No caso de Alagoas também para governador. Mais do que surpresa pelo resultado diferente do que se divulgava pela maioria dos institutos de pesquisa teremos um confronto, tanto aqui na terra Caeté, tanto nacionalmente de dois projetos distintos.

A eleição plebiscitária que Lula dizia acontece agora com mais força. Não só pelo fato de se ter dois candidatos, mas pelo campo político que estes representam. Dilma e Ronaldo Lessa no campo democrático e popular. Que promoveram nesse País nos últimos oito anos um crescimento economico como nunca visto (PIB com crescimento em média esses oito anos de 5,5% a.a.), política de redução dos juros brasileiros, hoje o menor em mais de 10 anos, inclusão social a passos largos 34 milhões de pessoas ascenderam à classe média e 24 milhões saíram da miséria absoluta, o acesso ao ensino superior com números nunca vistos, o ensino técnico na mesma direção, o dialógo com a sociedade de uma forma geral, vide as 72 conferências nacionais em diversos temas, 18 milhões de empregos criados, incentivo à cultura popular com o programa Pontos de Cultura, postura internacional como merece um país do porte Brasil e não um republiqueta de bananas nos tempos de FHC e Serra.

Sem falar nas perspectivas com o Pré-sal.

Já do outro lado temos a volta do passado. Privatizações (a VALE foi vendida por 4 bilhões), sucateamento do ensino público superior, desemprego alarmante, "Engavetadores gerais da República" (vide Brideiro), postura subalterna em relação a outros países do mundo. Clinton esteve aqui para dar ordem em FHC em como lidar com a crise financeira que assolou o México, ministro tendo que tirar os sapatos em aeroporto norte-americano. Financeirização da economia, a estabilidade que foi o ponto positivo serviu apenas aos mais ricos e a política de elevada taxa de juros ao bancos e aos especuladores. FHC foi tão ruim que Serra o esconde.

Na eleição estadual Ronaldo Lessa representa o projeto Lula/Dilma. Já foi governador duas vezes, teve seus erros e acertos. Muito mais acertos do que erros. Ronaldo foi governador num período ruim para o Brasil. Seu primeiro mandato coincidiu com o segundo de FHC e Serra. O segundo com o primeiro de Lula/Dilma.

Aí falam os tucanos: "Lula mandou mais dinheiro pro Teotônio do que pro Lessa".

tsc, tsc...

Como diria Jack, o estripador: "Vamos por partes"

Primeiro que o primeiro mandato de Lula foi o mandato da arrumação da casa. Foi o governo dos programas sociais, da reestruturação do serviço público destruído por FHC, todos os programas do PAC que é um programa do segundo governo Lula foram iniciados no primeiro mandato. Um erro do primeiro governo Lula foi centralizar as ações. Os governos estaduais e municipais tinham bem menos participação na execução dos programas do que no segundo mandato.

Segundo: Téo foi a pessoa errada no lugar certo e na hora certa. O segundo mandato de Lula foi muito melhor que o primeiro. Téo surfou na onda Lula (até o último dia de seu guia eleitoral, diga-se de passagem).

Afirmo sem medo de errar que o Governador de fato de Alagoas foi o governo Lula. Téo o é de direito. Todas as políticas oriunda de Téo seguiram o receituário do PSDB/DEM. Sucateamento da coisa pública e salários ruins. Flerte com Poder Judiciário - filhos de Desembargadores têm cargos em comissão no Governo do Estado - assim que assumiu em 2007 mostrou de que lado estava, vide o decreto 3555/07.

Nos mais, não se tem uma broa em Alagoas que não seja reflexo do Governo Federal.

Àqueles que anseiam por um País mais justo, uma Alagoas realmente melhor, com nossas riquezas mais distribuídas, com mais e melhor educação no Brasil e em Alagoas. Que não suportam ver o Brasil com republiqueta de bananas e Alagoas como de coqueiros. Não podem deixar perder a oportunidade de manter o Brasil no rumo do desenvolvimento com inclusão social com distribuíção de renda, como também não podem negar isso a Alagoas.



*Leia artigo de Jorge Furtado: "Dez falsos motivos para não votar em Dilma" (clique aqui)
Vamos votar em Ronaldo Lessa 12 para governador e Dilma 13 para presidente.

Nenhum comentário: