Blog do Cadu: Depois da tempestade a bonança. Estado x Tráfico

sábado, 27 de novembro de 2010

Depois da tempestade a bonança. Estado x Tráfico


Nesses últimos dias temos assistido a guerra contra traficantes no Rio de Janeiro. Carros queimados, ônibus, lojas fechadas e tiros na mesma quantidade que os filmes do “Rambo”.

Mas o que está por trás de toda essa violência?

Há anos que os traficantes dominam os morros e favelas cariocas. Tendo, inclusive, o apoio de parte da população dessas localidades. É obvio que esse apoio não é nem nunca foi porque os moradores gostavam do trafico por ali. Era sim, porque o trafico substituía o Estado. Remédios, escolas, transporte e uma pseudo-segurança nas comunidades. O Estado só lá chegava com o seu braço repressivo: a polícia.

Nos últimos anos isso começou a mudar. As políticas públicas começaram a achegar nos morros e favelas cariocas. O Estado mostrou àquela população seus outros braços: assistência social, educação, saúde, geração de emprego e renda e segurança. Principalmente com as Unidades de Polícia Pacificadora, as UPP’s.


Qual o resultado dessa política?

O trafico perde poder. Perde apoio da comunidade que por medo nunca manifestara sua negação àquela situação. 500 anos de ausência do Estado àquelas populações. Sim, 500 anos. Os morros e favelas cariocas começaram a se formar com a chegada dos escravos raptados da África ao Brasil. Acentuou-se com a “Abolição da Escravatura” (entre aspas porque, infelizmente, até hoje temos trabalho escravo no Brasil).

Aos morros ficaram condenados os negros, depois parte dos nordestinos que chagavam ao RJ para “tentar a vida”.

Mas nem os militares conseguiram exterminar o tráfico nos morros cariocas?

Não. Os militares não conseguiram (acho que nem tentaram), e com sua política de reprimir as manifestações políticas acabou colocando nos presídios do Brasil presos políticos com presos comuns. Anos a fio.

Resultado:

Criminosos que sabiam se organizar e ganhar a confiança da população ao redor. (isso é bem complexo, uma maior explicação fica pra outra postagem). Surge o Comando Vermelho. Primeira dessas organizações criminosas a ter alto nível de organização.

O fato é que todo esse escarcéu nas ruas do Rio é na verdade a reação dos traficantes. Estão perdendo força, perdendo a guerra.

Neste momento parece que está ficando pior, mas na verdade está ficando melhor.

Vimos traficantes correndo desesperados. (quando tivemos isso antes?!)

Além da política repressiva, após terminar os confrontos que ora assistimos, precisamos nos morros nas favelas carioca de mais UPP’s. Mais Estado.

E não só no Rio de Janeiro, mas em todos os grandes centros urbanos do Brasil.

Tarefa árdua, mas há de ser vencida.

Nenhum comentário: