Blog do Cadu: De SOPA à "delicadeza" do PSDB

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

De SOPA à "delicadeza" do PSDB



Dois fatos me chamaram a atenção esta semana. Um foi o S.O.P.A. sigla em inglês para Stop Online Piracy Act. Uma lei aprovada nos EUA para proibir downloads de músicas, vídeos e produtos de entretenimento, arte e cultura em geral e a outra foi a desumana e fascista “desapropriação” da comunidade do Pinheirinho em São Paulo.

Primeiro a SOPA. Esta lei coloca no mesmo patamar assassinos, estupradores e pessoas que baixam filmes ou músicas... Penas de não sei quantos anos de prisão estão sendo decretadas, não só nos EUA, mas mundo à fora.




Mais uma prova que os gringos, não acham, tem certeza que são os donos do mundo.

Ah, mais é preciso combater a pirataria, você dirá.

Isso depende do ponto de vista. Primeiro que a pirataria existe pelo alto preço que se paga para ter acesso à arte e cultura em geral. Não só aqui no Brasil, mas no mundo inteiro.

Segundo, penso que produções artísticoculturais (e cientificas também) de qualquer ordem devam ser de livre reprodução. Garantida a devida vinculação e autoria. Privatizar conhecimento é só mais uma mazela do capitalismo.

Um livro, um filme, uma música, na minha opinião, deve poder ser baixado sim por quem quer que seja. E não existe essa de “vai quebrar quem fez a parada!”. Se ganha dinheiro de todo lado nesse negócio. E até hoje, só se fala que lucros bilionários nesta área.

Tá aí mais uma vitória das grandes corporações.

E sobre a barbárie que está sendo a desocupação da comunidade Pinheirinho. Só mais uma prova da politica habitacional do PSDB. Se pesquisarmos onde o tucanato governa, só vemos atrocidades.

Mas de fato esta do Alckmin foi f***

De nada me espanta o “psiu” da grande mídia. O Bom (?) Dia Brasil de hoje mostrou imagens calmas e pacatas de pessoas saindo da comunidade. (clique aqui e veja imagens da desocupação)

Crianças, idosos/as, homens e mulheres trabalhadores e trabalhadoras sem casa, despejados como se fossem uma das 7 chagas do apocalipse pra garantir o terreno para um dos maiores especuladores deste país, o já conhecido Naji Nahas. – clique aqui

Mas existe a alegação eu o terreno é dele e coisa e tal, pensa você assíduo ouvinte/leitor/telespectador da grande mídia.

E o uso capião, por exemplo. Onde está?

A anos que aquelas famílias lá estão. Até linha de ônibus existe para aquela região.

E mesmo que ali estivessem a pouco tempo, nada justifica a barbaridade que foi cometida ali.

1.800 policiais pra combater favelados?!

Queria ver dois pra entrar numa festa nos Jardins /9bairro da elite de São Paulo) regadas a cocaína.

Bombas e tiros pra cima de crianças e idosos/as.

Ah, mas foram balas de borracha!! – indaga os defensores da propriedade privada.

Já que bala de borracha é inofensiva, experimenta tomar uma na barriga pra você ver se dói, pateta!

Sem falar na polemica judicial sobre a ordem de despejo...

Nenhum comentário: