Blog do Cadu: Em Alagoas assassinato nada tem a ver com a polícia

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Em Alagoas assassinato nada tem a ver com a polícia

Chico Tenório saindo do IML depois de exame de corpo delito
Parece piada, mas não é. Acusado de assassinato, o ex-deputado Francisco Tenório, vai voltar a atuar como delegado. Na delegacia de acidentes de trânsito de Maceió.

O diretor metropolitano da Polícia Civil, Arnaldo Soares disse que a prisão de “Chiquinho” não tem na a ver co sua condição de delegado de polícia.

Hã?!

Pode isso, Arnaldo? – mal parafraseando o chato de galocha do Galvão Bueno.

Em Alagoas parece que pode tudo. Se “Quinho” é acusado de matar outra pessoa e essa acusação nada tem a ver com a função de delegado, o que terá?
Só falta colocar tarado pra dirigir creche, colocar dono de bar pra dirigir centro de recuperação de alcoólatras ou agressor de mulheres, velhos e crianças na secretaria de Direitos humanos. Porque acusado de assassinato pra delegado agora já tem.

O “novo” delegado adjunto da delegacia de acidentes de trânsito de Maceió está com um habeas corpus e é monitorado por uma tornozeleira eletrônica.

Lindo!

Espero que a tornozeleira combine com a carteira onde vai ficar a identificação dele como delegado de polícia.

E o governador, vai deixar isso acontecer? Se ele não tem poder de veto nisso, pelo menos o Procurador entrar na justiça pra tentar barrar esse despautério.

Apesar do diretor da Polícia Civil achar que assassinato nada tem a ver com a função de delegado.

Seria interessante ele dizer o que tem, então.

Realmente, tem coisas que só acontecem em Alagoas.



Leia mais sobre essa presepada aqui ou aqui

Nenhum comentário: