Blog do Cadu: O tempo é o senhor da razão

quarta-feira, 11 de abril de 2012

O tempo é o senhor da razão


O tempo é senhor da razão. Este ditado popular está, como poucas vezes, no seu melhor momento de consonância com a realidade.

Quem não se lembra dos e-mails com ataques imbecis à então candidata a presidência da república, Dilma Rousseff? Quem não se lembra do Roberto Jeferson, então deputado federal pelo PTB, acusando o governo Lula de montar um esquema gigante de compra de deputados para garantir votações no Congresso? Quem não se lembra da grande mídia explorando tais acusações e outras num denuncismo veemente que se ensaiou uma tentativa de derrubada do presidente Lula? Quem não se lembra do senador Demóstenes Torres, pra não falar de outros da oposição, fazendo falas de defesa da moral e da ética no país, falas de enojamento diante da corrupção que assolava cada metro quadrado do território nacional comandado pelo PT?

Quem não se lembra?


Pois bem... O esquema de montagem de notícias sobre o mensalão e outras do denuncismo contra o governo Lula e agora também no governo Dilma na Veja e na rede Globo comandadas pelo bicheiro Carlos Cachoeira, senador Demóstenes Torres e Roberto Policarpo do núcleo duro da “revista”. Tudo cai por terra a cada dia. (veja aqui ou aqui)

O bicheiro que na época das denúncias era empresário de jogos de azar agora é espezinhado por seus antigos aliados midiáticos... Lascou-se...

E o Roberto Jeferson, que motivado pelas denúncias montadas pelo esquema citado acima, num circo de fazer inveja ao Du Soleil, afirmou existir um esquema de mesada a deputados no Congresso Nacional chefiado pelo então ministro chefe da casa civil, José Dirceu. Pois é, “Betão” se desmentiu em juízo no STF. (veja aqui)

Esta já era uma situação estranha. Dirceu foi cassado por operar o chamado mensalão e “Betão” por não provar o mensalão... Que coisa!

E os e-mails tucanos que circularam durante a campanha presidencial, quem não se lembra? Quase todo mundo que tem conta de email recebeu. Entra tantas asneiras que só lesado poderia acreditar, tinha uma de que se Dilma fosse eleita ela não poderia entrar nos EUA, por ter sido guerrilheira na luta contra a ditadura militar.

Mai rapaiz, num é que ela foi pra lá, criticou a politica expansionista de Obama e dos países ricos na Casa Branca e ainda impôs a participação de Cuba na próxima reunião de cúpulas das américas... Pra quem não podia nem entrar, ela tá bem ousada não é não?

— O que houve foi a constatação de que todos os países (da América Latina) têm relação com Cuba e, portanto, esta é a ultima cúpula em que ela não participaria. Esta é a posição unânime (na região).

Questionada sobre a resposta de Obama, Dilma retrucou:

— Ele não tem que responder. Isso não é uma pergunta. (veja aqui)

Realmente, vivemos o novo velho tempo. O tempo que o tempo sempre foi. No tempo em que o tempo assume sua condição de senhor da razão...

Nenhum comentário: