Blog do Cadu: As estranhezas de Gilmar Mendes

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

As estranhezas de Gilmar Mendes



Que figura estranha...

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), disse achar “estranho” as doações feitas para pagar as multas dos réus da Ação Penal 470. Sugeriu que o Ministério Público investigasse a origem dos recursos arrecadados. É bem provável que Gilmar faça coro com Joaquim Barbosa sobre o “ostracismo” dos condenados.

Não só Gilmar, mas boa parte da imprensa grande e seus “analistas” de plantão estão meio atônitos com a mobilização em torno da quitação das multas impostas pelo Supremo Tribunal. Logo, como não sabem o que significa militância, não entendem como pessoas, filiadas ou não ao PT, possam doar dinheiro para os condenados.

Filiadas ou não por que o PT tem mais “torcida” que o Flamengo no Brasil. Esses apesar de não terem uma ficha de cadastro no partido, apoiam, defendem, participam das campanhas e votam no PT, como se fossem filiados de longa data. Esse é um fenômeno a ser estudado pela ciência política, mas não pelos pondés da vida.

Portanto, por não terem a consciência do que seja militância, partem para o descrédito. Típico de um país onde a mentalidade das elites estagnou no século XVII e a direita nem sequer é liberal. Por isso temos a imprensa grande que temos, juízes do tipo de Gilmar Mendes e por aí vai.

Se por acaso houver de fato algum indício de irregularidade que se investigue, mas daí a fazer ilações som pela “estranheza” é no mínimo irresponsável.

Aliás, estranhezas são os Habeas Corpus concedidos pelo STF, especialmente Gilmar Mendes. Somente para o banqueiro Daniel Dantas foram dois em 48 horas e durante a madrugada. Dantas foi preso pela Polícia Federal por “comer” um BILHÃO de dólares de 12 fundos de pensão estatais na aquisição da Brasil Telecom para o Citibank.

Os fundos de pensão foram obrigados por Fernando Henrique Cardoso (FHC), então presidente do país à época a fechar negócio com o banqueiro. O sócio de Dantas era (ou ainda é) Pérsio Arida. Arida foi presidente do Banco Central em 1995 no governo do “hoje todo mundo come frango”.

Mas isso o Gilmar Dantas, quer dizer, Mendes (o erro dos nomes também foi cometido pela Globo!) não achou seu ato estranho.

Além de Daniel Dantas, Gilmar Mendes mandou soltar através de um Habeas Corpus o médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por violentar sexualmente 37 mulheres. No dia seguinte ao HC de Mendes, Abdelmassih fugiu para o Líbano.

Outra agraciada com os Habeas Corpus de Gilmar Mendes é Cristina Maris Meinick Ribeiro. Ela foi condenada pela Justiça Federal do Rio de Janeiro por dar “sumiço” em processos da Receita Federal contra a Globopar, controladora das Organizações Globo.

Se atualizarmos os valores, o débito da Globo com a União chega a R$ 2 bilhões. As notificações recebidas pela “poderosa” chegam perto de 300. Mas a Globo, o maior grupo de mídia do país, dever tanto dinheiro assim aos cofres públicos não é estranho para Gilmar Mendes. Muito menos para a imprensa grande, diga-se de passagem.

Tampouco Gilmar Mendes achou estranho receber R$ 185 mil reais do esquema montado pelo PSDB conhecido como Lista de FURNAS quando ainda era da Advocacia-Geral da União. Nessa lista, até FHC, recebeu seu “dim dim”. Além é claro de Serra, Aécio, Alckmin, Eduardo Azeredo, os coleguinhas do DEM (à época PFL).

Folha da Lista de FURNAS que consta o nome de Gilmar Mendes


Essa lista é parte do esquema do “mensalão” do PSDB que logo, logo prescreve. E isso Gilmar Mendes também não acha estranho.

E o que dizer dos grampos sem áudio ou de uma conversa a três onde dois dizem que seu teor foi um e apenas um diz que foi outro e o que vale para a imprensa grande é a versão da minoria. Coisas da cachola estranha de Gilmar...

Realmente, Gilmar Mendes, tem muita coisa estranha acontecendo. Concordamos contigo.

3 comentários:

xiru pitanga disse...

Acredito que esta leitura possa ser bem melhor interpretada, .
A Odisséia.
Enquanto o PT se personifica em Ulisses tal qual na saga da Odisséia, compromissado na Pátria, Nação e futuro, Itaca, Penélope e Telêmaco. Nesta viagem para levar o Brasil até sua Constituição: Democracia de Direito, fundamentada no humanismo, em construção de uma sociedade justa e solidária, sem pobreza e desigualdade.
Sobra para cada representação da mídia partidarizada as figuras de feiticeiras, monstros que só enxergam para frente enquanto o próprio ódio não os cegam.
A expressão máxima da direita, lá, talvez seja a ninfa Calipso.
Espaço para os cantos de sereia, e até para os bichinhos de Circe que ousam acreditar nas suas falsas notícias. Vejo Intelectuais travestidos até de tucanos.

Rodrigo Carneiro Campello disse...

Cadu, esse Gilmar Dantas é muito mais que estranho. Estranho mesmo é nenhuma entidade nacional ou partido processá-lo por prevaricação e nem pedir o seu impeachment. Mas quem deu o HC para o Abdelmassih foi outro "estranho": Marco Aurélio Mello, aquele que pediu manifestações na porta do STF na véspera da decisão sobre os embargos infringentes.

Cadu Amaral disse...

Caro Rodrigo, o HC foi do Gilmar mesmo.

http://blogdomello.blogspot.com.br/2011/04/gracas-gilmar-mendes-foge-do-pais.html