Blog do Cadu: Mídia, complexo de vira-lata e a Copa do Mundo no Brasil

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Mídia, complexo de vira-lata e a Copa do Mundo no Brasil



A Globo divulgou uma orientação para seus repórteres de que pautas positivas sobre a Copa do Mundo do Brasil não são notícia. Matérias sobre o impacto econômico que o evento da FIFA terá em comerciantes, especialmente os mais próximos dos estádios não serão produzidas.

É uma tentativa de esconder a relação do maior grupo de mídia do país com a principal entidade de futebol no planeta. Além é claro de alimentar mal-estar sobre a realização do evento no Brasil.

Aos que ecoam esse anticlímax sobre a Copa do Mundo é comum repetir, isso desde que se iniciaram as obras – de que aqui no Brasil tudo se atrasaria e sairia mais caro do que o previsto. Bem, sobre uma obra ser executada acima da previsão, não é exclusividade brasileira nem de países em desenvolvimento. Principalmente em obras gigantescas que envolvem uma série de fatores como as da Copa do Mundo.

Nem de longe se tenta pôr panos quentes em atrasos, superfaturamentos ou coisa que o valha. Mas passar a ideia de que a coisa toda será um caos é, no mínimo, safadeza.

Em 2006, a Alemanha, país mais forte economicamente da Europa, Que hoje dita as regras do continente, alçando Angela Merkel à condição de chefe de todos os países – se não de direito, de fato – gastou 50% a mais do previsto na construção e reforma dos estádios. Além dos atrasos na inauguração das arenas esportivas.

Sete dos doze estádios atrasaram. Em Stuttgart se deu o maior deles. Sua entrega estava prevista para agosto de 2001, mas só foi entregue no final de 2005.

O total dos gastos alemães com estádios da Copa em 2006 foi de 4,2 bilhões de reais. No Brasil, o gasto com estádios é de 4,1 bilhões. O gasto é o mesmo!

Outra sensação falsa passada pelos veículos da imprensa grande é o risco que corremos de “passar vergonha” com atrasos em aeroportos. Além das quedas de energia. Afinal, o país vive um risco de apagão desde 2003, segundo a imprensa grande.

Basta uma simples busca no Google sobre atrasos de voos em aeroportos da Europa e Estados Unidos e uma série de reportagens aparece com as motivações mais diversas sobre o motivo que ocorreram.

No mês de janeiro diversos voos por toda a Europa foram cancelados devido às condições do tempo. Mas se fizermos uma busca sobre o mês de julho do ano passado, portanto no verão, notícias de atrasos também são recorrentes.

A Organização Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol) divulgou uma lista com os 20 aeroportos com mais atrasos em voos. Marselha encabeça a lista dos 20 aeroportos europeus com mais atrasos, com 3028 atrasos registrados em julho do ano passado, seguido de Barcelona e Varsóvia, com 2406 e 2321 atrasos, respectivamente.

Entre os principais motivos estão a falta de capacidade dos sistemas de controle aéreo para providenciar serviços de navegação e problemas com o pessoal capacitado.

Sobre as quedas de energia o procedimento é o mesmo. Basta uma busca rápida no principal site de busca da internet e voalá. Percebe-se que os problemas que muita gente pensa que só acontecem no Brasil, ocorre em todo lugar. Sugiro que faça a busca em inglês. Use o tradutor do próprio Google.

Você pode achar a FIFA uma m****; os gastos com estádios acima do orçamento e seus atrasos também. Você pode até se questionar se o Brasil possui aeroportos que não vão deixar as pessoas dormindo em corredores ou mesmo se vamos ficar às escuras diante do mundo. Mas não pense que isso só acontece por aqui. Jogue seu espírito de vira-lata na lata do lixo. Faça esse favor a você mesmo(a).

3 comentários:

xiru pitanga disse...

Referencia a viralatas é ofender os viralatas.
Na pobreza, com dignidade e feliz, vivendo na liberdade, coisa que não imaginam como é, nasceram sob o jugo da direita.
Além do nobre sentimento de solidariedade que os acompanham sempre dispostos a darem-se por completo a uma amizade que, jamais sentira dele uma traição.
Tratar Brucutus amestrados por viralatas é desprezar amizades.
Árgus esperou 20 anos pelo regresso de seu velho amigo Ulisses para entregar-se a morte.

Denis disse...

pensei o mesmo que o colega acima, parabens pelo comentário, li com olhos marejados!

Glaúber Copa do Mundo disse...

Cadu, acredito que este complexo de vira-lata está ainda mais forte pois há alguns anos éramos vistos no exterior como um país que se preparava para ser um grande ator no cenário mundial. O que aconteceu não foi bem isso, o que baixou a bola do brasileiro. Uma pena, pois tinhamos condições para tal. Parabéns pelo blog, um abraço!