Blog do Cadu: O caso do rojão está cada vez mais esquisito [ATUALIZADO]

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

O caso do rojão está cada vez mais esquisito [ATUALIZADO]



O homem com o braço levantado é o mesmo que aparece no 1° vídeo

Tem muito caroço no angu do caso do rojão que matou o cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade, no Rio de Janeiro.

Inúmeras fotos foram compartilhadas nas redes sociais onde se vê outra pessoa com roupas semelhantes a um dos acusados (Caio) de ter participado do disparo do rojão. A cada informação que sai sobre o caso, ele fica mais esquisito. Além de que há um aparente desespero dos delegados do caso em dá-lo por encerrado sempre que se comenta a possibilidade, mesmo que remota, de que a Polícia Federal investigue o assunto.


Como não tenho a capacidade de levantar questionamentos melhores do que as feitas por Renato Rovai em seu blog, abaixo reproduzo sua postagem sobre o tema. Há também dois vídeos, um deles mostra a outra pessoa dialogando com a Polícia Militar, apontando para alguém ou algum lugar e saindo livremente pelos policiais.

No outro, feito pela Mídia Ninja, prova o que parece ser o óbvio ululante, mas muita gente jura que é esquizofrenia da esquerda (ou dos petralhas, tanto faz): a presença de P2 em manifestações.

Esses agentes atuam para, além de tentar obter informações, tumultuar ato de rua a fim de justificar a repressão policial violenta. P2 era o que mais tinha nas manifestações do ano passado e com certeza estarão nos próximos. Assim como também estiveram nas que ocorreram antes de junho de 2013.

Sem mais delongas, leia a postagem do Renato Rovai.

QUEM É ELE QUE SE VESTIA COM A MESMA ROUPA DO CAIO E QUE ESTÁ AO LADO DA POLÍCIA?

O melhor é assistir esse vídeo inteiro, mas se não tiver tempo, vá até o minuto 3:48 e siga ao menos até os 3:55. Antes disso fica claro que as cenas são do exato momento em que o cinegrafista, da Band, Santiago Andrade é atingido pelo rojão que acaba levando-o a morte. Há muitas circulando na rede a partir da divulgação desse vídeo. Veja o vídeo antes e depois leia as considerações abaixo dele.





1) Esse manifestante tem as roupas com as mesmas características que o acusado de jogar o rojão utilizava. E estava tão suado quanto o que apareceu no vídeo inicial.

2) Ao mesmo tempo apareceu hoje uma foto de Caio Silvo de Souza, que foi preso hoje pela manhã, em Feira de Santana, Bahia, brigando na catraca da estação da Central do Brasil naquele dia do conflito. E as fotos comprovam que ele também usava calça jeans e camisa cinza. Ao mesmo tempo surgiu essa montagem que pode ser apenas uma montagem diversionista (mas que também pode ser séria) onde ele não usa relógio na foto da Central e que estaria com relógio no momento em que é flagrado pelo vídeo que o levou a prisão.



Há ainda uma outra série de perguntas que estão sendo realizadas na rede.

3) Por que o advogado que está defendendo Caio é o mesmo que defende Fábio Raposo, que também foi preso por lhe entregar o rojão?

4) Qual a relação desse advogado, Jonas Tadeu Nunes, com as milícias do Rio de Janeiro?

5) Por que  a primeira declaração que o advogado deu foi tentando levar Marcelo Freixo para dentro da história?

6) Por que ele antes mesmo de conversar por mais tempo com o seus clientes já saiu dizendo que eles recebiam dinheiro de partidos para participar das manifestações, mas não revelou quem os pagava? A quem essa narrativa interessa?

7) Por que o advogado Jonas Tadeu está usando uma estratégia tão arriscada para os seus clientes?

Há outras perguntas a serem feitas e este blogue não está afirmando nada.

Uma pergunta que é quase um xeque mate em todas as outras é:

8) Por que Caio assumiria um crime que não cometeu?

Essa é uma pergunta importante, mas que na opinião deste blogueiro não invalida todas as outras.

Se essas questões não forem respondidas rapidamente, vai se criar um clima de suspeita sobre as investigações. Até porque a polícia do Rio já foi flagrada mais de uma vez armando cenas contra manifestantes e utilizando P2 para isso. Até o Jornal o Globo já deu flagrante neles. Mas segue um vídeo da Mídia Ninja mostrando a farsa de forma clara.




[ATUALIZADO ÀS 23H00 – HORÁRIO DE MACEIÓ]

Tomaz Cesario Alvim Martinelli afirma ser a pessoa nas fotos e no vídeo conversando com os policiais com o braço estendido. Como reproduzimos a postagem do Blog do Rovai, essa atualização segue o que foi publicado como resposta ao texto original.

Segue a postagem de Rovai.


TOMAZ CESÁRIO DIZ QUE É ELE O RAPAZ QUE SE VESTIA DA MESMA FORMA QUE CAIO


Há aproximadamente 4 horas, segundo o Facebook dele, Tomaz Cesário Alvim Martinelli, postou a mensagem que segue. Ele se apresenta como sendo a pessoa do último post que publiquei ontem à noite. Confirmando-se a informação, uma parte das perguntas do texto de ontem foi respondidas. De qualquer forma ainda há outras que merecem atenção da investigação. Tomaz me cita ao final do e-mail, como se por algum motivo as perguntas relacionadas no último texto o indicassem como um bandido. Sinceramente, reli e não vi nada neste sentido.

De qualquer forma reitero o que disse na divulgação que fiz do texto. A essência do jornalismo é fazer perguntas. A dos investigadores é oferecer respostas. Como Tomaz Cesário já ofereceu sua versão, outra função do jornalismo é oferecê-la ao público. Segue o texto dele.

Virei Bandido !?!?!
Primeiro vim aqui esclarecer todo esse absurdo.
SIM sou eu na foto que, segundo muitos dizem ser um P2 e ou o responsável por ter soltados os rojões na manifestação .
Sim eu estava na manifestação do dia 06/02 vestido de calça jeans e camisa cinza. E SIM sou eu falando com os policiais, falando para eles pararem de jogar gás lacrimogênio nas pessoas que estavam tentando ajudar o cinegrafista ferido no local.Mas isso não parecer ter importância nenhuma para a mídia e para muitas pessoas que publicaram e comentaram as fotos em que eu apareço.Tal que pautam o seu discurso conservador em construir e legitimar um palco onde a violência, a falta de ética e a discriminação fazem parte. E que, infelizmente, acaba encontrando ressonância na maioria da população. Mas o que mais me incomoda é esse circo que se montou, em que no centro do picadeiro se apresenta o trágico incidente do cinegrafista da band Santiago Andrade, em que eu aparentemente fui arrastado quando divulgaram fotos minhas com legendas bizarras e sem sentido. Me parece que as pessoas não se importam mais com o que de fato aconteceu no protesto e sim em pegar o culpado pelo incidente bota-lo em praça pública e prende-lo com uma trava de bicicleta à um poste. Há aqueles que dizem que o foguete lançado foi um ataque direto contra o jornalista e a mídia que ele represente, imaginem o absurdo !!
Não se esqueçam que balas de borracha e gás lacrimogênio não fazem distinção entre manifestantes e jornalistas, a dor é a mesma. Porque não se fala dos jornalistas feridos por policiais, e mais importante porque não se fala das centenas de manifestantes feridos. Não faço apologia a violência, nem a atos de vandalismos, mas quando se tem uma força policial que encara manifestantes como criminosos, o resultado é a violência.
Violência nas manifestações que procuram melhorar a merda de país em que vivemos, violência que todos fazem questão de comentar e aplaudir.
Só pra ficar claro nessa declaração (que acabou virando um desabafo) eu tenho ”endereço” e quem quiser resolver alguma coisa, ao invés de apoiar esse monte de excremento midiático, sabe onde me encontrar. Nas próximas manifestações lutando por direitos que a maioria da população fez questão de esquecer.

OBS: fica o recado pra Mídia Informal, pro Blog do Rovai e todos que divulgaram minha imagem de forma imprópia.

4 comentários:

Brasil esperança disse...

POR ACASO ESSE CAIO NAO ASSUMIU A RESPONSABILIDADE DE TER ACENDIDO O ROJAO?
Porque ele iria assumir uma coisa que nao tivesse feito. para mim o video com outra pessoa com a mesma roupa pode ter sido uma montagem para embaralhar as investigaçoes.

Bemvindo Sequeira disse...

Cadu, a roupa parece, mas não é a mesma. O sujeito mora no Rio, foge para feira de Santana, se esconde num motel, se entrega e não nega o disparo. O cara é BB mesmo, já tem ficha até demais p isso. Além do mais a coisa é muito séria pra POlícia ficar de brincadeira. A Sociedade está de olho e a polícia tem que pisar de mansinho. Por ultimo, concordo c vc: a P2 sempre criou fatos.

RLocatelli Digital disse...

Caio pode ter recebido muito dinheiro para assumir a culpa. Ou recebido ameaças caso não assumisse. Ou os dois.
O fato é que os mascarados fazem parte de uma estratégia internacional, como vimos ontem na tentativa de golpe ocorrida na Venezuela, com ativa participação dos mascarados. Duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas.

Pensamento Consciente disse...

O curioso Cadu é que na hora que ele vira o rosto e se paralisa o vídeo a imagem do seu rosto ficou chamuscada para não ser mesmo identificado. Seria proposital?