Blog do Cadu: A "Marcha da Família" confirmou Karl Marx: farsa

segunda-feira, 24 de março de 2014

A "Marcha da Família" confirmou Karl Marx: farsa

A “Marcha da Família” foi um completo fracasso. O movimento golpista que tem como um dos líderes – alçado pela mídia grande – um dublê da rede Globo não conseguiu juntar nem os gatos pingados.

O mais surreal de esse movimento é a bandeira da “intervenção militar constitucional”. Isso mesmo, constitucional! Não há uma única linha na Constituição de 1988 que prevê tal ação. Os artigos que tratam das Forças Armadas são os 142 e 143.

Além disso em algumas entrevistas publicadas em veículos da imprensa grande, os membros da “família contra o comunismo” afirmaram que “a Constituição está podre”. Ora, se a Carta Magna está “podre”, então a intervenção que eles defendem também está. Ou não? Isso se esse instrumento estivesse previsto na Constituição, cabe a lembrança.


Felizmente a aparente demência social e política que nas redes sociais parecia ter o tamanho de rinoceronte não passou de um esquilo. Teve cidade em que literalmente apenas uma família compareceu. Afinal era a marcha DA família.

Ironias à parte, a tentativa de reviver o movimento golpista da década de 1960 não passou de uma piada de mau gosto.

Tentaram se aproveitar das manifestações de junho de 2013 e, como sempre, com o apoio da imprensa grande tiveram mais destaque do que deveriam ou mereciam. Os golpistas com um “fio de cabelo de sapo” de inteligência usam outros métodos para realizar seus desejos. Entre eles, o judiciário, as campanhas difamatórias da mídia grande. Eles disputam a narrativa da realidade para que as pessoas não percebam suas cambalhotas acerca das regras legais vigentes. Vale tudo para criminalizar a política, a esquerda e o PT, especificamente.

Porém, com a marcha da família que diziam estar com deus, mostraram o quanto é patético esse movimento. E ao que parece deus não compareceu em nenhuma das cidades onde os atos foram convocados.

Mesmo aquelas pessoas que participaram das manifestações do ano passado que incorporaram a narrativa da realidade da mídia grande já começam a se afastar desse mètier. Já começam a perceber que serviram apenas de massa de manobra de uma oposição – para além da partidária – com o único intuito de confundir a perspectiva das pessoas em relação ao país em que vivem.

É claro que tem gente que realmente acredita que estamos no curso de um “golpe comunista promovido pelo PT”. E sempre que se ouve isso de alguém ou se lê tal idiotice nas redes sociais, não dá para saber se é para rir ou para chorar. O choro seria pela certeza que não há limites para a loucura. Ou seria o riso?

Toda essa construção da reedição da “Marcha da Família, Com Deus, Pela Liberdade e Contra o Comunismo” só mostra que Marx, filósofo que fundamentou as bases do pensamento socialista e comunista, estava certo: a História se repete como farsa.

2 comentários:

Maria Luiza Vieira disse...

Essa direita gosta de trabalhar com blefes o tempo todo, mas, vigiar sempre, descuidar nunca!

RLocatelli Digital disse...

Assino embaixo do que a Maria Luiza Vieira disse: vigiar sempre, descuidar nunca. Em 1964, a esquerda achou que "eles não fariam isso". Fizeram.