Blog do Cadu: Fatos sobre as eleições em Maceió

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Fatos sobre as eleições em Maceió


Mais uma vez outra tentativa de desgastar o candidato contra o império canavieiro alagoano. Um império cooperado que tem hoje o governador e o presidente da Assembleia Legislativa, influencia o Judiciário e tudo que envolve este Poder. Sem falar na mídia, sempre “adoçada” para o “bem informar”. Requentam-se denúncias e notícias. Prato velho vendido como novo.

Agora é uma ação de 2005 de algo que aconteceu em 1999. Por que só agora? 2005, ano anterior as eleições que elegeram Téo pela primeira vez. E Ronaldo ainda não tinha cometido o erro de fechar acordo eleitoral com o tucanato. Pelo menos não publicamente.

Essa tática já é mais que manjada. Mais aqui

E qualquer criança sabe o porquê do Judiciário alagoano não gostar de Ronaldo Lessa. Mais aqui

E o que tem de “moralistazinho” com dedo em riste. “Ficha isso”, “ficha aquilo”. Mas não tem coragem de se olhar no espelho. Não tem porque estão nessa por “dim dim”, ou porque papai é “amigo” de algum tucano (leia-se cooperativa dos usineiros e todos os adjacentes).

Alguns deles se incomodam com minhas opiniões. Resta-me apenas lamentar.


Questionam, alguns, os fatos. Então vamos lá:

Fato: todos os adversários do PSDB nas últimas eleições, de 2006 pra cá, enfrentaram algum tipo de problema na Justiça. Seja comum, eleitoral ou ministério público. Problemas que em anos não eleitorais ou deixam de existir ou são engavetados e dão ótimas manchetes em jornais e sites.

Fato: as linhas editoriais dos veículos de comunicação são determinadas por quem paga as contas. Em Alagoas, quem paga as contas são os usineiros cooperados.

Fato: ninguém chuta cachorro morto. Ronaldo tem mais força eleitoral que os adversários em Maceió.

Fato: nada aparece sobre outras candidaturas? Quem minimamente acompanha a política sabe que é comum o surgimento de processos por quem passa por administrações ou de ordem eleitoral mesmo.

Fato: o mandato de Rui na Câmara Federal é “super mais ou menos”. Não tem nada demais. Ruinzinho mesmo (sem trocadilhos). Em seu próprio guia se diz que ele trouxe R$ 1,5 milhão para a educação em Alagoas. Se dividir isso pelo número s de alunos, mesmo com o esforço do PSDB em eliminar o corpo discente do Estado, dá em torno de R$ 10,00 per capita ou menos. Que ação, hein? [ironia mode on]

Fato: o candidato açucarado não tem capilaridade. Não tem agenda e demonstra nem saber direito o que está fazendo. Por isso propostas demagógicas como visitar um posto de saúde por semana e fazer merenda em escolas. Como alguém que nunca forrou a própria cama vai fazer merenda em escola?

Fato: Rui só vence a eleição em Maceió no tapetão. Esse, para o “doce” tucanato alagoano, o pior de todos os fatos.


ATUALIZAÇÃO
Fato: Rui só aparece como influente na revista do bicheiro, na revista golpista Veja. No Departamento Interssindical de Assessoria Parlamentar - DIAP, órgão que há pelo menos 25 anos faz balanços das atividades parlamentares no Congresso Nacional ele nem é citado. Leia aqui

Nenhum comentário: