Blog do Cadu: A "doce" governança tucana

terça-feira, 25 de setembro de 2012

A "doce" governança tucana


Charge de Ênio Lins publicada no Jornal Gazeta de Alagoas no dia 16/09/2012


Estudantes da Escola Estadual Geraldo Melo, localizada no Conjunto Residencial Graciliano Ramos, região norte de Maceió, agora estão sendo revistados ao chegarem às aulas. Isso é parte de uma operação da PM para coibir o tráfico de drogas na região da escola. Professores chegaram a ser ameaçados de morte e estudantes desapareceram.

O presidente do Sindicato dos Médicos, Wellington Galvão, foi preso ontem, dia 24/09, por conta da greve dos médicos legistas do IML. Galvão já está solto. Os médicos denunciam o caos na saúde em Alagoas. Citam com exemplo o Hospital Geral do Estado. Ao site Correio de Alagoas, Galvão denunciou a situação precária vivida pelos médicos da rede pública estadual. “Continuo afirmando que o HGE é uma imoralidade. Enquanto um médico plantonista ganha aqui mil e seiscentos reais, em estados vizinhos ganham cinco mil. O IML é apenas a ponta de um iceberg.”

Ainda ao Correio de Alagoas Galvão revela a intransigência do Estado em negociar “Tentamos o tempo todo negociar com o governador, inclusive negociamos dentro do TJ, mas não avançamos. O coronel Dário César não aceita que o médico legista tenha salário diferenciado dos peritos , mesmo com a incumbência dos profissionais sendo maior”.

Por determinação do Conselho Estadual de Segurança, médicos bombeiros devem substituir os legistas durante a greve. A Associação dos Bombeiros Militares de Alagoas (ABMAL) é contra a decisão alegando desvio de função em realizar o trabalho dos legistas. Os mesmo divulgaram nota em solidariedade ao presidente do Sindicato dos Médicos.


Na última postagem contei aqui conversa que tive com uma liderança do bairro do Vergel onde ele me revelou que antes de uma caminhada do candidato tucano no bairro um enorme aparato de segurança teria passado por lá. Helicópteros, soldados armados e viaturas somente apara garantir a segurança de Rui Palmeira.

Será que se ao invés de segurança particular, os policias militares estivessem cuidando da segurança pública os estudantes da Escola Geraldo Melo precisariam ser revistados toda vez que chegam à escola?

Fazendo rondas e tudo o que lhe cabe, e não pirotecnia.

Será que se o Estado tivesse real preocupação com a saúde e a segurança das pessoas a situação do HGE e do IML seria a que temos hoje?

Um dos médicos entrevistados pelo Correio de Alagoas disse que o governador deveria estar preso por não ter cumprido uma decisão judicial sobre o IML.

É certo que nunca ou há muito tempo a saúde em Alagoas não se é “as mil maravilhas”, mas com o montante vindo do governo federal, daria pra melhorar muita coisa.

A situação é tão ruim que bombeiros militares, isso mesmo, militares, se insubordinam. Não aceitam cumprir a ordem que lhes foi dada.

Quando afirmo que o PSDB não gosta de povo e é o partido do caos; quando mostro aqui algumas de suas ações contra os alagoanos; quando mostro que o candidato deles à prefeitura não sabe o que está fazendo e pensa que as pessoas pobres são seus bichos de estimação oferecendo comido por lixo; quando mostro aqui o governador intervindo direto na democracia, despejando pessoas pobres de suas casas para construir estrada para a elite passar o verão ou uma super sala para reuniões que quase não acontecem, que retrata bem a prioridade do governo tucano; quando comento os piores índices em educação que temos, dizem que recebo não sei o que de sei lá quem.




Um comentário:

Carlos Eduardo Müller disse...

Vamos que vamos Cadu!
É isso mesmo!
Sem denunciar os absurdos cometidos por este desgoverno não nos libertaremos!
Pior do que aguentar mais dois anos desse governo seria a vergonha de calar frente aos desmandos!

Carlos Eduardo Müller